veraneio das urnas

Portella é contra expulsão de Dimas

Portella é contra expulsão de Dimas por trocar candidatura de Anabel por Rosane

O plup, plup, plup de mensagens no grupo de whatsapp do PSD avançou a madrugada, amanheceu a terça e entrou nesta tarde adentro, depois que minutos após a meia-noite Dimas Costa postou vídeo anunciando apoio a Rosane Bordignon (PDT) no ‘veraneio das urnas’.

Mais votado da oposição, o segundo com mais votos entre os 21 eleitos, e número 1 do partido nas urnas, o vereador é a segunda dissidência de peso da campanha de Anabel Lorenzi (PSB),   que há dois dias viu Levi Melo, candidato a prefeito com quase 20 mil votos na ‘eleição que não terminou’, abrir apoio à reeleição de Marco Alba (PMDB).

Entre os participantes do grupo do partido, muitos pedidos de expulsão.

 

LEIA TAMBÉM

EM VÍDEO: Dimas anuncia apoio a Rosane Bordignon

 

– Não reunimos o partido para tratar dessa questão. Alguns se manifestaram chateados, para usar um termo mais ameno, e exigem ações drásticas. Eu, como disse que não pediria expulsão do Levi, mantenho a mesma posição em relação ao Dimas. Não gosto desse tipo de medida – disse há pouco ao Seguinte: João Portella, presidente e fundador do partido em 25 de setembro de 2011.

Observando diferenças nos ritos partidários por Dr. Levi não ter mandato, e Dimas sim, Portella minimiza o abalo das dissidências na campanha de Anabel.

– A gente já esperava. Não foi de ontem para hoje. Levi renunciou ao vice, defendeu Marco em reunião do partido e se afastou da campanha. O Dimas todos sabem sobre a questão pessoal que tem com o irmão – observa, referindo-se ao também vereador, e hoje vice de Anabel, Dilamar Soares.

O comentário de Dilamar sobre o desejo de expulsar Dimas, testemunhado por vereadores e noticiado pelo Seguinte: em dezembro, é admitido pelo presidente como o limite de uma relação insustentável entre os irmãos.

– Não foi só isso, mas talvez esse tenha sido o ponto de ruptura – lamenta, dizendo que ainda gostaria de contar com Dimas e Levi no PSD.

– Vivemos oscilações normais de um partido novo. Mas a maioria do PSD apóia nossa candidatura oficial, decidida com a participação do diretório e dos 35 candidatos a vereador, a prefeito e vice – conclui.

 

LEIA TAMBÉM

Dilamar pediu expulsão de Dimas

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade