opinião

O kafkiano caso da cassação por laranjas

Adaptação da arte de Nelson Godoy | Ser Kafkiano

O Ministério Público pediu à Justiça Eleitoral de Gravataí a cassação de mandato dos vereadores Bombeiro Martins, Dilamar Soares e Dimas Costa, além de todos suplentes da coligação PSD/PRTB, pelo suposto uso de duas candidaturas ‘laranjas’ para completar a cota feminina de 30%.

O Seguinte: tinha revelado com exclusividade, em 19 de novembro do ano passado, a possibilidade de abertura de uma investigação, após Simone Santos e Cátia de Souza não terem feito nenhum voto nas eleições de 2 de outubro.

Responsável pela ação, a promotora Ana Carolina de Quadros Azambuja (que tem no currículo o pedido de impugnação de Daniel Bordignon nas eleições de 2016), entende que a coligação burlou a legislação e ludibriou a Justiça Eleitoral.

Aqui vai opinião:

Se a ação prosperar com a pena pedida pelo MP, o que pelo menos dois advogados ouvidos não acreditam, teremos uma punição prevista na lei, mas draconiana.

Kafkiana até.

 

LEIA TAMBÉM

MP investiga mulheres de zero voto

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade