veraneio das urnas

Nova eleição pode custar quase R$ 300 mil

Realização da eleição suplementar dia 12 de março tem custo extra para a Justiça Eleitoral

Se Maomé não vai à montanha… Traduzindo: Se o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) ainda não fez as contas, o Seguinte: tenta antecipar os números. O custo da eleição suplementar de 12 de março para definir quem comandará a Prefeitura de Gravataí deve chegar perto dos R$ 300 mil.

Quem paga a conta é a Justiça Eleitoral.

Há uma semana pedimos informações oficiais para a Coordenação de Eleições do TRE. Até hoje o responsável pelo setor, Cássio Vicente Zasso, ainda não tem as planilhas “fechadas”.

— É necessário considerar vários aspectos e também dependemos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Mas acho que em 15 dias é possível que já tenhamos concluído a estimativa dos gastos — disse Zasso.

 

O ‘custo-eleitor’

 

Chegamos a dois valores para o custo do ‘veraneio das urnas’ de Gravataí. Se considerarmos a variação do IPCA-Geral entre outubro de 2012 e dezembro passado, a eleição pode representar um gasto de R$ 278 mil.

Se a taxa de correção – do mesmo período – for o IGPM, o valor cairia para R$ 268 mil.

Como o Seguinte: chegou a estas cifras?

Em 2012 a eleição de outubro para Prefeitura de Novo Hamburgo também foi anulada e sua reedição, também em março do ano seguinte, teve um custo de R$ 200 mil para a Justiça Eleitoral. Na cidade do Vale dos Sinos o eleitorado era, à época, de 177.706 pessoas.

Pegamos o valor e dividimos pelo eleitorado de Novo Hamburgo. Depois, multiplicamos pelo eleitorado de Gravataí – 182.696 votantes – e aplicamos um dos índices mais empregados para aferir a inflação e para correção de valores, como contratos bancários.

Na eleição suplementar de NH o custo, por eleitor, ficou na casa de R$ 1,12. No caso de Gravataí, para a votação de março, o custo a cada ‘confirma’ seria de R$ 1,52.

 

O eleitorado

 

Em outubro, Gravataí tinha 182.696 eleitores aptos a votar, conforme o TRE. A maioria dos votos na aldeia é de mulheres. São 95.663 eleitoras do sexo feminino e 87.033 do sexo masculino. Os menores totalizam 1.114. Analfabetos são 2.442.

 

Calendário eleitoral

 

– – Dia 12 de março serão realizadas eleições suplementares em Gravataí e mais cinco cidades gaúchas: Arvorezinha, Butiá, Salto do Jacuí, São Vendelino e São Vicente do Sul.

– – A propaganda eleitoral será permitida a partir de 7 de fevereiro até a véspera da votação, ou seja, dia 11 de março.

– – Amanhã, dia 1º de fevereiro, termina o prazo para os eleitores requererem a inscrição ou transferência de domicílio eleitoral.

– – As convenções partidárias para definir candidatos podem ser realizadas até 5 de fevereiro.

– – A partir do dia 6 de fevereiro os candidatos não podem participar de eventos culturais e inaugurações de obras públicas.

– – A votação será realizada no dia 12 de março, das 8h às 17h.

 

LEIA TAMBÉM:

Confira aqui o calendário eleitoral completo.

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade