homenagem

Abílio Alves dos Santos será o nome da nova UPA da 74

Abílio Alves dos Santos faleceu ano passado aos 77 anos

Coube a um dos adolescentes, que nos anos 80 frequentava a casa mais famosa de Morungava, prestar a primeira homenagem pública a Abílio Alves dos Santos, falecido em 27 de agosto do ano passado.

Ainda como prefeito, Marco Alba (PMDB) assinou no final de dezembro o decreto que dará o nome do ex-prefeito à primeira Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Gravataí, que tem previsão de entrega do prédio da parada 74 para o dia 3, e abertura das portas dia 15 de fevereiro.

– O Abílio é o prefeito mais popular, mais povão, da era pós-Dorival de Oliveira. Nada mais apropriado que ter seu nome em uma estrutura pública de saúde, onde é necessário um ambiente afetivo, gentil e acolhedor – explica Marco, sobre a homenagem decidida logo após o falecimento do ex-prefeito, e que o Seguinte:, a quem o ‘pai dos pobres’ deu a última entrevista em vida, só não divulgou antes por não saber da oficialização.

 

LEIA TAMBÉM

Uma tarde com o 'pai dos pobres'

 

Marco tem uma relação familiar com os Alves dos Santos. Era amigo de Vânius, a quem íntimos como ele chamam até hoje “Vaninho”, primogênito de Abílio falecido aos 33 anos, em 1987, vítima de uma tragédia automobilística da qual os mais próximos sabem que o ex-prefeito não se recuperou até o fim da vida.

Há três décadas, ao lado do colega de futebol, festas e segundo grau no Gensa, mais Jair Dilarez e Ricardo Brust, Marco integrava o grupo de secretários chamados ‘Os Menudos’ do governo Abílio.

– Como vice-prefeito, em 78, abonou minha contratação como topógrafo da Prefeitura. Abílio sabia que eu era jardineiro e tinha disposição para o trabalho braçal – recorda Marco Alba.

– Em 82, na primeira eleição que disputei, e ele foi eleito prefeito, chamou João Bauer da Rosa, Milton Suarez e Alceu Soares para o secretariado, o que permitiu que eu assumisse na Câmara desde o primeiro dia – recorda o ex-prefeito, que em 1985 foi secretário de Indústria e Comércio de Abílio, cujos problemas de saúde impediram de concorrer a vereador em 2016 pela coligação da reeleição.

 

LEIA TAMBÉM

Um último adeus cheio de histórias de Abílio, o 'pai dos pobres'

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade