100 anos do barbosa

Rodrigo Monteiro lança livro sobre o ’Oscar de Gravataí’

Esse convite é para todo mundo que já participou ou que gostaria de um dia participar do Festival de Teatro Estudantil de Gravataí, mas também para quem quer conhecer essa história. O evento está no seu 25º aniversário desde a 1ª edição e, nesses anos, marcou a vida de milhares de estudantes e professores da rede pública e particular da cidade. Para celebrar essas bodas de prata, o crítico teatral, dramaturgo e professor Rodrigo Monteiro escreveu o livro “O 1º FESTIL a gente nunca esquece”, contando sobre como foi participar da 1ª Mostra em 1994 e do primeiro Festil em 1996.

O lançamento vai acontecer em modo presencial nesse dia 8 de abril, data oficial do aniversário de 259 anos de fundação de Gravataí, às 19h, no Colégio Barbosa Rodrigues, esse que, em 2022, está comemorando seus 100 anos de funcionamento.

– Escrever o livro foi uma aventura de volta à vida em Gravataí dos anos 90. Eu fiz essa viagem, reencontrei um menino Rodrigo pobre, estudante de escola pública, sem pais famosos, mas muito interessado em crescer e em descobrir novas coisas. E agora trouxe essas lembranças para compartilhar com aquelas pessoas que estiveram lá comigo, mas também com quem vive hoje nessa situação – relata Rodrigo Monteiro, ex-aluno da Escola Municipal Rosa Maria, do Colégio Estadual Barbosa Rodrigues e do Colégio Dom Feliciano.

Ele completa dizendo que a ideia inicial era escrever um livro somente sobre a história do 1º Festil, no entanto teve que mudar de planos pela falta de informações.

– Nem a Prefeitura tem muitos registros, nem as pessoas que eu conheço os têm. Então, tive que virar um personagem para ver se, assim, inspiro novas pessoas a revirarem seus baús de recordações e também partilharem suas memórias – completa autor que baseou sua história em suas agendas e diários guardados há trinta anos.

O Festival de Teatro Estudantil de Gravataí reúne a cada ano vários grupos de teatro de diversas escolas da cidade para apresentar suas peças. São alunos de todas as idades das mais diferentes regiões do município desde os mais pequenos da Educação Infantil até os maiores do Ensino Médio. No final do evento, há uma premiação com troféus para Melhor Ator, Melhor Atriz, Melhor Espetáculo entre outros prêmios.

Para as comunidades escolares e suas famílias, é como se fosse um Oscar, guardado com todo o carinho.

– Eu tinha 15 anos. Participava da Companhia de Artes Cênicas Tuiutí, com a direção da professora Andréa Sarmento. Foi a fase mais linda da minha infância e adolescência – relata Adriana Teixeira, a vencedora do primeiro troféu de Melhor Atriz do Festil.

O lançamento do livro contará com a fala da Professora Odeti Pacheco, ex-diretora do Colégio Estadual Heitor Villa Lobos, muitas vezes conselheira tutelar e diretora do Grupo Vivências, a companhia de teatro mais antiga de Gravataí em funcionamento. Ao lado da Professora Eloá Costa e da Professora Elisa Panta (1949-1995), elas foram idealizadoras da 1ª Mostra de Teatro Estudantil, que aconteceu na antiga sede do Paladino Tênis Clube no final de 1994. Também estará presente, a Professora Neusa Rocha, que era coordenadora de Artes Cênicas quando aconteceu o 1º Festil em 1996.

– Desde sempre, o Festil foi para nós um projeto de política pública de formação de plateia. O que nos interessava realmente era oportunizar que crianças, adolescentes e seus professores e familiares entrassem em contato não só com o teatro enquanto fazer, mas também enquanto assistir e respeitar – valoriza Neusinha.

– Será uma honra participar e incluir esse evento nas nossas comemorações dos 100 anos do Colégio Barbosa Rodrigues – diz o professor Luciano Ferreira, diretor da centenária instituição de ensino.

Neste ano, se comemoram também os 450 anos da célebre obra “Os Lusíadas”, de Luís de Camões, segundo o qual “É por não se ver prezado e o verso e a rima, porque quem não sabe a arte não na estima”.

O lançamento do livro “O 1º FESTIL a gente nunca esquece” é um evento público realizado com graças a Lei Aldir Blanc implementada pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer da Prefeitura de Gravataí.

– É nesse contexto de comemorações que queremos convidar toda a comunidade de interessados por artes na cidade para refletir e se fazer presente – convida o produtor Rodrigo Marquez, idealizador do projeto.

 

SERVIÇO

: O que – Lançamento do livro “O 1º FESTIL a gente nunca esquece”.

Quando – Sexta-feira, 8 de abril de 2022, às 19h.

Onde – Auditório do Colégio Estadual Barbosa Rodrigues – Av. José Loureiro da Silva, 1955 – Centro – Gravataí.

Entrada gratuita, mas atendendo aos protocolos de prevenção contra o contágio da covid-19. É exigido uso de máscara obrigatório e apresentação da carteira de vacinação em dia.

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Emocore Rave

Expansionismo genético Votem no clichê sagrado Em edição americana Sempre haverá uma Salém Ossos no fundo do poço Carne new wave Emocore rave Para o mal Para o bem.

Leia mais »