obras

Primeira-dama foi conhecer cadeirante que teve beco asfaltado em Gravataí

A primeira-dama Marlene Zaffalon e o secretário de Obras Públicas, Paulo Martins, visitaram a obra de asfaltamento no beco João Rosa Pinto, no bairro Morada Gaúcha. A passagem, que liga as ruas Câncio Gomes e Pastoreio, com cerca de 100 metros, recebeu as melhorias por conta de um pedido especial da comunidade feito por meio das redes sociais.

No beco, desde 2000, mora a cadeirante Clarissa Chaves da Silva. Com 27 anos, formada em pedagogia, a jovem passava por muitas dificuldades para poder sair do portão de casa e ir até a parada de ônibus.

– Era grama, pedras, barro, buracos, cada dia um desafio diferente. Eu nunca sabia o que me aguardava neste trajeto de poucos metros do portão até a parada – lembra Clarissa, que trabalha como recepcionista em uma escola na região central da cidade.

A primeira-dama, sensibilizada com a história da jovem, fez questão de conhecê-la. Assim como a mãe de Clarissa, Mônica Chaves, que foi quem batalhou pelo calçamento.

– É muito bom ver que pequenos gestos, como o asfaltamento deste beco, podem transformar a vida das pessoas – disse Marlene, ao ouvir de Clarissa que o asfalto lhe trouxe qualidade de vida e mais autonomia.

O secretário destaca que esta foi uma obra simples que surgiu por meio de uma demanda enviada pelas redes sociais.

– Nos foi informado que, no local morava uma cadeirante. Fiz a visita e vi que era possível asfaltar. Sempre que é possível, procuramos atender às demandas da comunidade.

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Emocore Rave

Expansionismo genético Votem no clichê sagrado Em edição americana Sempre haverá uma Salém Ossos no fundo do poço Carne new wave Emocore rave Para o mal Para o bem.

Leia mais »