política

Marco Alba pode disputar prévia para governador, diz GZH; O ’anti-Leite’

O ex-prefeito de Gravataí Marco Alba pode concorrer a governador nas prévias do MDB, conforme GZH. O partido, conforme o político, descrito como um ‘anti-Leite’, resta sequestrado pelo governador.

A principal colunista de política Rosane Oliveira publicou hoje a coluna Schirmer, Alba e Terra podem disputar prévia do MDB em fevereiro – Preferência de Eduardo Leite por Gabriel Souza incomoda ala contrária à aproximação com o PSDB.

Reproduzo na íntegra e, abaixo, sigo.

“…

Marcada para 18 de fevereiro, a prévia que escolherá o candidato do MDB à sucessão enfrenta um impasse. O grupo incomodado com as reiteradas demonstrações do governador Eduardo Leite de preferência pelo presidente da Assembleia, Gabriel Souza, fez mais uma reunião nesta sexta-feira (21). O secretário de Planejamento de Porto Alegre, Cezar Schirmer, o ex-prefeito de Gravataí Marco Alba e o deputado federal Osmar Terra admitiram concorrer para aumentar o leque de opções aos filiados.

É improvável que os três cheguem até o dia 18 como candidatos, mas o movimento expressa a inconformidade com o brete em que o MDB se meteu quando decidiu realizar a prévia em fevereiro. Até o adiamento da disputa chegou a ser sugerido para evitar que o partido saia mais dividido do que está, mas a ideia não foi adiante. Nova reunião será realizada na próxima semana.

Alba e Terra não têm a mínima chance na disputa interna, mas são os mais duros críticos do governo de Eduardo Leite e do que chamam de tentativa do governador de escolher o candidato do MDB. Schirmer, pela história no partido, pode até ganhar a prévia, mas tem sido aconselhado por amigos a não levar adiante o projeto de concorrer.

Em dezembro, o deputado Alceu Moreira era o único candidato declarado, mas o grupo histórico do MDB pediu tempo para tentar convencer José Ivo Sartori a concorrer ou encontrar outro candidato. Gabriel Souza, que tinha um acordo com Alceu de não disputar com ele, começou a arregimentar apoios e, hoje, está à frente dele entre os líderes do MDB, sobretudo os que acreditam que só têm perspectiva de poder se concorrerem aliados ao PSDB.

O fator Paula – O movimento do PSDB da Zona Sul, de indicar a prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas, como candidata a governadora é um recado para o MDB: se o parceiro preferencial para uma aliança ficar se amarrando, os tucanos têm um nome competitivo para a cabeça de chapa. Para concorrer, Paula precisa renunciar até 2 de abril.

Dança com a vassoura – Se o MDB não fechar uma coligação com o PSDB, corre o risco de dançar com a vassoura no baile da sucessão. Todos os outros grandes partidos têm candidato ou já estão comprometidos com outras candidaturas. A eleição presidencial é um elemento a mais no tabuleiro. A pré-candidata do partido, Simone Tebet, ainda não saiu do chão.

…”

Sigo eu.

Marco Alba não atendeu ao Seguinte: na manhã deste domingo.

– É vero? – insisti, pelo WhatsApp.

Sem resposta até às 14h30.

Mas é notório descontentamento do ex-prefeito com o governo Leite e com a influência do governador sobre o MDB.

Para Marco, o partido resta ‘sequestrado’.

Na coluna de GZH, é descrito por Rosane Oliveira como um ‘anti-Leite’, de quem, ao lado da esposa deputada estadual Patrícia Alba, é um dos maiores críticos no governo, desde a polêmica do Mercado Livre, o que já reportei em artigos como Perder Mercado Livre é pior que Ford, diz Marco Alba a Eduardo Leite; o ’delivery’ e Maior doadora de Eduardo Leite, família Jereissati é concorrente do Mercado Livre no e-commerce; o shopping da política.

Reputo do trio de rebeldes apresentado pela colunista, é o que melhor poderia enfrentar uma eleição (por ter feitos para mostrar e Gravataí ser uma 'ilha' de investimentos enquanto prefeituras mal pagam salários em dia), já que Terra foi consumido pelo negacionismo e Schirmer não resistiria à exploração do ‘caso Kiss’ numa campanha.

Ao fim, acontece com o ex-prefeito algo como aquela millôriana do “herói incômodo”, no qual resta ao ‘MDB do Leite’ erguer um monumento aos governos de Gravataí, e aos serviços prestados, mas não sem antes fuzila-lo internamente.

 

LEIA TAMBÉM

Segue o líder Marco Alba; O grande vencedor da eleição em Gravataí

Gravataí com 50 milhões no bolso: Zaffa prepara ’pacotão’ de investimentos com aprovação de financiamento e municipalização da 030

Um ano de governo, 1h com Zaffa: balanço e perspectivas; Covid, Rio, investimentos, Zaffari, pauta-bomba da Sogil e outras polêmicas

LDO 2022: ’É melhor momento para Gravataí’; O otimismo de Zaffa em números – e reposição aos servidores

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Emocore Rave

Expansionismo genético Votem no clichê sagrado Em edição americana Sempre haverá uma Salém Ossos no fundo do poço Carne new wave Emocore rave Para o mal Para o bem.

Leia mais »