a poesia do cidade

Mana mana

Remonta tua casa

Das flamas do esquecimento

Não tema a beleza

A tristeza é obscena

A beleza é só a beleza

Um truque de cena

Os rendimentos do tempo

Nos farão eternos

Então sejamos ternos nesse momento

Amor de impulso pulso a pulso

Do suave coração

Silogismos de paixão

Para mudanças

De formosa eternidade.

 

Assista ao vídeo-poema Eu curto vacina/eu curto viver

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Emocore Rave

Expansionismo genético Votem no clichê sagrado Em edição americana Sempre haverá uma Salém Ossos no fundo do poço Carne new wave Emocore rave Para o mal Para o bem.

Leia mais »