governo

IPTU: Servidores de Gravataí são capacitados para cadastramento imobiliário

O prefeito Luiz Zaffalon entregou os certificados de conclusão do curso de Cadastro Imobiliário voltado para os servidores das secretarias da Fazenda, do Planejamento e Orçamento; do Desenvolvimento Urbano; do Meio Ambiente; de Serviços Urbanos; da Habitação; e, também, da Procuradoria Geral do Município.

A capacitação foi ministrada pelo consultor e engenheiro Luiz Fernando Chulipa Möller, no espaço Urbano Coworking Gravataí, localizado na Rua Coronel Sarmento, 1261, com duração de dois dias. 

– Estamos sempre buscando qualificar nossos serviços e isso passa pela capacitação dos servidores municipais. O cadastro imobiliário é o registro da evolução física da cidade e é único, sendo fundamental para a acompanhar as mudanças do município – destacou Zaffa, ao parabenizar os servidores pela conclusão da capacitação.

Já o secretário de Desenvolvimento Urbano, Claudio Santos, destacou que a entrega destes certificados marca o fim de uma etapa de muito aprendizado, sobre um assunto que é extremamente relevante para o funcionamento da cidade e que foi demandado pelo prefeito Zaffalon. 

– O cadastro reúne as informações necessárias para desenvolvermos políticas ligadas à regularização fundiária, investimentos em saneamento, expansão urbana, orientação de ocupação de solo, dentre outras, que saem de um registro criteriosamente abastecido e mantido – ressaltou. 

O cadastro imobiliário é aquele referente aos imóveis urbanos. É utilizado como fonte de diversas informações cadastrais do município, que vão desde a área social (saúde, educação e regularização fundiária), passando pela infraestrutura urbana (energia, pavimentação, saneamento), além de ser base para o cálculo de tributos como IPTU e ITBI. 

Serve também para lançamento de certas taxas de serviços públicos, como a taxa de coleta de lixo. Por isso que, modernamente, é chamado de cadastro multifinalitário. Entre os dados registrados no cadastro imobiliário, estão a identificação do proprietário do imóvel e a identificação das características do imóvel, tais como, endereço, área territorial, lote e valor venal. 

A manutenção de uma base cadastral atualizada e centralizada é de suma importância para garantir que o poder público municipal tenha uma visão abrangente do contribuinte. O uso de informações desatualizadas, além de ocasionar o desperdício de recursos, interferindo diretamente na eficiência da gestão municipal, dificulta no planejamento das ações e na formulação de políticas públicas mais precisas.

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Emocore Rave

Expansionismo genético Votem no clichê sagrado Em edição americana Sempre haverá uma Salém Ossos no fundo do poço Carne new wave Emocore rave Para o mal Para o bem.

Leia mais »