política

Deadpool contra Prefeitura: Os documentos que prefeito enviou à Câmara sobre incidentes com vereador de Gravataí

O vereador Fernando Deadpool (União Brasil) teria mentido em postagem em suas redes sociais sobre o tempo de espera por suposto atendimento que procurou em 7 de março na UPA Abílio dos Santos, conforme ofício enviado pelo prefeito Luiz Zaffalon (MDB) à Câmara de Gravataí e que pode levar a abertura de comissão de ética e ameaçar o mandato do político.

Documento assinado pela coordenadora Liana Schavinski também contesta a versão do parlamentar sobre os incidentes envolvendo a médica Andréa Zukov, na USF Barro Vermelho, ocorrido três dias antes, objeto da Ocorrência Policial 11110/2022.

“… Cumpre informar que estas não foram as primeiras ocorrências que envolveram o Vereador Fernando Deadpool. No dia 30 de setembro de 2021, foram emitidas notas de esclarecimento sobre os fatos ocorridos na UPA Abílio Alves dos Santos, naquele plantão, durante a fiscalização do referido Vereador. Em decorrência dos fatos, foi registrada a Ocorrência sob protocolo 202109303576361…”, diz o ofício 102/2022, endereçado pelo prefeito ao presidente do legislativo, Roger Correa (PP), ao qual oSeguinte: teve acesso.

Conforme o Anexo I, que regulamenta o Código de Ética Parlamentar no Regimento Interno da Câmara, e que você acessa clicando aqui, o colegiado, que reúne um integrante de cada bancada, pode recomendar para votação em plenário censura, suspensão não remunerada do exercício do mandato e até cassação.

A reação de Deadpool veio com pedido, na 4ª Vara da Fazenda Pública de Gravataí, de indenização de R$ 200 mil à Prefeitura, ao vice-prefeito e à médica, pelo que considera uma denúncia falsa, o que reportei em Vereador Deadpool contra Prefeitura de Gravataí: o vídeo e áudio que embasam ação indenizatória de 200 mil. Em links relacionados em meio ao texto está a série de artigos sobre a polêmica.

Até o fechamento deste artigo, o presidente da Câmara não atendeu ao Seguinte: para informar sobre os encaminhamentos.

Reproduzo parte dos documentos (clique em cima para ampliar) e, abaixo, sigo.

 

1. O OFÍCIO DO PREFEITO

 

2. O POST DO VEREADOR

 

3. O RELATO DA UPA

 

4. A OCORRÊNCIA POLICIAL SOBRE A USF

 

5. O RELATO DA COORDENADORA DA USF

 

Ao fim, é como alerto a cada artigo: era polêmica anunciada; que, conforme anunciam os próprios envolvidos, vai testar humores políticos e a ‘loteria de toga’.

A forma de fiscalização – e divulgação no Grande Tribunal das Redes Sociais – feita pelo vereador já vinha preocupando servidores e o governo Zaffalon, por potencialmente incitar pacientes contra os profissionais da saúde, em um momento de filas e sobrecarga de procura com a pandemia.

Fato é que o resultado – político e jurídico – do incidente será um balizador dos ‘poderes’ dos vereadores; e também do governo.

 

LEIA TAMBÉM

Fernando Deadpool age como um Boca Aberta de Gravataí; Um vereador a cliques da perda do mandato

A LIVE É O SEGUINTE: | Fernando Deadpool tira a capa 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Emocore Rave

Expansionismo genético Votem no clichê sagrado Em edição americana Sempre haverá uma Salém Ossos no fundo do poço Carne new wave Emocore rave Para o mal Para o bem.

Leia mais »