a poesia do cidade

Como Viver Nesse Mundo

Como viver nesse mundo sem querer disparar uma arma

Ou esbofetear um garçom?

Me contaram que há um lago místico em Cidreira

Deve ter.

Mas isso não ressuscita o chapeiro assassinado por beijar seu namorado

Ou a menina de 12 anos que foi espancada por escrever um bilhete de amor

Para sua colega de sala

Eu não sei escrever sobre dor verdadeira

Nem consigo verbalizar sobre a maldade nos dar rasteira

Como viver nesse mundo com desejo bondoso e sendo pobre?

Um amigo fez um x em si mesmo com uma faquinha de serra

Ele quis mostrar o quanto não pertencia a esse mundo

Foi o que me disse.

Diante de tanta atrocidade exibida

Tudo de grandioso parece tolice.

Estamos alertas

Estamos em espera

Do que? Não importa.

É o futuro gracioso

Que nos abre a porta.

 

Assista ao vídeo-poema O calor matou o vento

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Emocore Rave

Expansionismo genético Votem no clichê sagrado Em edição americana Sempre haverá uma Salém Ossos no fundo do poço Carne new wave Emocore rave Para o mal Para o bem.

Leia mais »