crise do coronavírus

Comitê de Solidariedade visita presidente do Grêmio em busca de apoio para Gravataí

O vice-prefeito e coordenador do Comitê de Solidariedade, Dr. Levi, acompanhado pelo secretário da Família, Cidadania e Assistência Social (SMFCAS), Luis Stumpf, e o assessor especial Jair Alberto Nogueira, esteve na Arena do Grêmio para um encontro com o presidente do clube, Romildo Bolzan Jr. Na pauta, convite para engajamento dos atletas ao projeto social de Gravataí.

– Essa é a hora de mostrar que a paixão nacional pode ser transformada em uma grande ferramenta de transformação social. Queremos convidar os atletas do Grêmio para se engajarem conosco, nas ações do Comitê de Solidariedade, solidificando uma grande campanha pelo combate à fome – disse o vice-prefeito.

O presidente Romildo Bolzan Jr. falou da importância de os atletas, sobretudo os jogadores de futebol de primeira linha, se engajarem em movimentos como esse.

– Nosso time sempre esteve presente em ações nesse sentido. Nossos jogadores sabem que é fundamental exercer sua consciência e solidariedade, principalmente, neste momento de dificuldades do Brasil e do mundo. A motivação (para participar) é óbvia, a empatia.

O secretário da SMFCAS Luiz Stumpf iniciará as tratativas junto ao Departamento de Comunicação do Grêmio para alinhamento da participação do clube na campanha.

– Estamos torcendo para que essa parceria dê certo. Acreditamos no potencial de engajamento dos jogadores junto aos torcedores, o que resultará, certamente, em doações de alimentos ao Comitê de Solidariedade.

 

LEIA TAMBÉM

Se a CPI da Pandemia investigar Gravataí, o que acha?

Mais de 600 vidas perdidas em Gravataí: pandemia segue letal em em abril; O detector de mentiras do Bial

Nunca tantos gravataienses morreram: março teve mais óbitos do que nascimentos; A virulência da COVID-19

Lockdown deu certo: Araraquara tem 2 dias sem mortes, Gravataí tem 5 a cada 24 horas; O efeito Páscoa e a UTI só em hospital militar

A polêmica da volta às aulas: Gravataí e Cachoeirinha odeiam professores?; Para alguns nas redes sociais parece

6 meses para ’vacina municipal’: no conta gotas atual, 2 anos para imunizar Gravataí e Cachoeirinha

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Emocore Rave

Expansionismo genético Votem no clichê sagrado Em edição americana Sempre haverá uma Salém Ossos no fundo do poço Carne new wave Emocore rave Para o mal Para o bem.

Leia mais »