zanzando com kati

Um passeio inesquecível pela Serra do Rio do Rastro

É na região serrana de Santa Catarina que fica uma das estradas mais espetaculares do mundo, a famosa Serra do Rio do Rastro. Com 284 curvas, andar por lá é uma daquelas experiências que a gente não esquece jamais. São apenas 12 quilômetros que ligam Lauro Muller e Bom Jardim da Serra, trecho que gera uma mistura de medo e fascínio que só termina lá em cima com um visual alucinante.

Só percebemos a verdadeira dificuldade na estrada em formato de caracol, quando chegamos lá. Ela é tão estreita que não parece ter sido feita para carros. Na realidade não foi. Há mais de 100 anos quando abriram o caminho entre o litoral e a serra, eram as mulas que subiam e a viagem que atualmente é feita em alguns minutos, demorava cinco dias.

De lá para cá muitas coisas mudaram. Hoje há muretas de proteção, piso de concreto e iluminação noturna. Só não há acostamento, mas há alguns pontos é possível estacionar o carro, tirar fotos e curtir a paisagem. Passam pela estrada todo tipo de veículo e a sensação muitas vezes é que caminhões e ônibus ficarão pelo meio do caminho. Vale lembrar que a prioridade é sempre de quem está subindo e não é difícil de ver os veículos que vem em sentido contrário ter que parar e aguardar.

 

Mas o que tem para fazer por lá?

 

No alto da Serra a cerca de 1450 metros de altitude tem um grande mirante com uma boa estrutura de bar, restaurante e lojinhas de onde se parar, estacionar para fotografar ou simplesmente apreciar a beleza do lugar. Cuidado para não ser surpreendido com uma visita inesperada de Quatis em busca de alimentos. Uma boa pedida também é apreciar a Serra a noite, a iluminação da estrada proporciona um verdadeiro espetáculo, porém dirigir por ela a noite não é aconselhável.

Além do mirante, a região conta com 14 rios, 9 cânions e 35 cachoeiras que são muito procurados no verão. Já durante o inverno a região costuma registrar temperaturas abaixo de zero, e algumas vezes, inclusive, chega a nevar o que atrai milhares de visitantes de todo o Brasil.

 

Então quando devo ir?

 

Para visitar a Serra do Rio do Rastro não existe uma melhor época, pois cada período tem a sua peculiaridade. No verão, a incidência de chuva é maior, em compensação a temperatura esta mais quente e o verde da mata mais exuberante. No inverno chove menos mais a incidência de neblina pode ser maior, sendo impossível contemplar a paisagem. Em alguns dias pode ocorrer geadas o que pode deixar a pista ainda mais perigosa, chegando a ser interditada por motivo de segurança. O ideal é escolher um dia de céu azul e sem nebulosidade, vale a pena dar uma conferida na previsão do tempo em Bom Jardim da Serra.

A minha dica é se puder evite a Serra nos finais de semana, os catarinenses costumam subi-la, principalmente no inverno para aproveitar o friozinho das cidades serranas. Ainda sobre descer ou subir a Serra do Rio do Rastro, se você tiver apenas uma opção, prefira descer a Serra, o visual é mais interessante.

 

Confira o vídeo que fiz dos dias que passei por lá

 

PARTICIPE DA COLUNA

Espero que eu tenho te deixado com pelo menos um pouco de vontade de conhecer a serra, afinal, é por isso que escrevo toda a semana nesse espaço. Fazer com que você saia da zona de conforto e se jogue no mundo! Ficarei muito feliz se você me acompanhar nessa 'viagem' mandando sugestões e dicas. Além do site do Seguinte:, você me encontra no perfil do Instagram @zanzandocomkati ou no e-mail kzjornalista@gmail.com.

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade