enchentes

O poder da água

Temos assistido nestes últimos dias uma grande precipitação de chuva em nossa região. Poderia dizer que as pessoas que mais sofrem são as que mais necessitam do apoio do estado.

A água não escolhe classe social para invadir as casas, porém as pessoas que ocupam muitas vezes locais que ficam embaixo de água com certeza apresentam somente uma classe social – a dos que necessitam de apoio do estado.

Lamentavelmente continuamos a ocupar locais que jamais deveriam ser ocupados, pela ganância do ser humano que visa apenas o lucro e não o bem estar das pessoas. Entendemos que as mudanças climáticas tem influenciado em nossa vida local, porém também temos que entender que a impermeabilização de nossa cidade tem sido um dos fatores de agravamento deste grande prejuízo social.

Estamos com investimento milionário para tentar resolver os problemas de inundação em Alvorada, porém alguns agentes públicos continuam a se eleger incentivando pessoas de boa fé a ocupar áreas que ficam sistematicamente em áreas alagadiças.

Compreender que essa situação passa pela gestão das políticas públicas é fundamental para identificarmos os reais culpados pela desgraça social que envolve estes períodos de chuva. Conviver com inundações com certeza tem sido um grande desafio para muitas famílias que não puderam comprar um terreno em local alto e protegido.

Nossa crise não é ambiental e sim moral dos que deveriam proteger os mais fragilizados socialmente. Discutir o uso e ocupação do solo não deveria ser apenas uma função de técnicos e sim passar pelo controle social do uso do solo.

Todos os anos, a desculpa é a mesma, São Pedro e as pessoas, sem que se trabalhe para resolver os problemas.

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade