2 anos de lauren

Amar os filhos é contribuir com o futuro do mundo

Ter um filho é uma vida de celebrações. Nós vibramos quando eles comem tudo, quando gostam de salada, quando o termômetro não passa dos 37°C, quando aprendem uma nova palavra, quando conseguem dar os primeiros passinhos. Comemoramos desde as primeiras ecografias e a cada semana que eles passam com saúde. Celebramos cada centímetro a mais, cada quilo a mais. Vibramos quando a assadura do bumbum passa, quando já podemos fazer um lacinho no cabelo.

Comemoramos quando o mamão e a papinha de ameixa dão resultado, quando eles aprendem a identificar o escudo do nosso time. Celebramos cada noite que eles dormem feito anjinhos, e às vezes nos emocionamos com a paz que eles transmitem dormindo.

Nós vibramos a cada rabisco, cada letrinha, choramos até com a palma da mãozinha impressa em tinta têmpera num presente de dia dos pais, das mães. E, nessa vida de celebrações, aniversariamos junto com eles, porque é como se tivéssemos nascido novamente, naquele chorinho pós-parto.

Essa semana comemorei os dois aninhos da minha Lauren. Comemorei a experiência fantástica que quem se propõe a ser pai e mãe de verdade, sentem: de ver o nosso coração pulando fora do peito, brincando, correndo e sorrindo.

Deixo aqui, extensivo a todo os leitores do Seguinte:, os meus parabéns, para os papais, titios, dindos, que amam e celebram cada descoberta dos pequenos. Eles serão o futuro do mundo. Dar amor é contribuir para um mundo melhor.

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade