coluna do cidade

Réquiem sem sonho

Diego Maraschin faleceu dia 3 de setembro

Em homenagem a Diego Maraschin.

Energia doce triste

Que vai

Juntar-se ao cosmos

Eu não quero mais que a morte

Cavalgue meus amigos

Os segurando pelas orelhas

Enquanto beijamos suas bocas

Agora espectrais

O que houve com nosso rock and roll?

O que houve com as sílabas da vida eterna

Ou com a paixão eterna enquanto dure?

A fragilidade é irmã astuta da frugalidade

Cantarei ainda em pequenos palcos escuros

Com teu sorriso sibilando no ouvido

Como uma frequência de segredos

Como um jogo de dados feito só com os dedos

Nós tangenciamos os medos

Nada revolvido

Nada resolvido

Só a saudade

Da bondade discreta.

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade