obras

Prefeitura de Gravataí vai construir DP na Jorge Amado e usar área do Centro para posto de saúde e farmácia municipal; Prefeito quer emissão de carteira de identidade

Chefe de Polícia do RS confirmou ao prefeito Zaffa devolução de prédio da DP do Centro, que será construída pela Prefeitura na Jorge Amado

A chefe de Polícia do Rio Grande do Sul, delegada Nadine Anflor, confirmou ao prefeito Luiz Zaffalon que o prédio onde hoje funciona a 1ª Delegacia de Polícia (DP), na Rua Carlos Linck, no Centro, será devolvido ao município. Com isso, a DP passará a funcionar na nova Central de Polícia, em prédio custeado pela Prefeitura, na Avenida Jorge Amado, que também abrigará a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento, a Delegacia da Mulher, o Departamento de Homicídios e a 1ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana, além de espaço para um posto de identificação, vinculado ao Instituto de Identificação, que é um órgão do Instituto Geral de Perícias (IGP).

O encontro entre o prefeito e a delegada ocorreu durante participação em um programa de televisão, em Porto Alegre, na terça-feira. Já na quarta, Nadine expediu documento pedindo providências para a efetivação da troca.

– Como se trata de uma estrutura física a ser custeada pela Prefeitura, é razoável que ali estejam contemplados os serviços que são demandados pela sociedade, e entre esses, sem dúvida, está a confecção de carteira de identidade – observou o prefeito.

– Ali, naquele prédio do centro, onde hoje funciona a DP, vamos construir um amplo complexo de saúde, que inclui a UBS Centro e a Farmácia Municipal – detalhou.

O prefeito Zaffalon ressalta o trabalho em parceria na área da segurança desenvolvido entre Prefeitura e governo do Estado, que tem se traduzido em melhorias nos indicadores de redução da criminalidade. Segundo dados da Secretaria da Segurança Pública do Rio Grande do Sul, os índices de assassinatos vêm caindo ao longo dos anos em Gravataí.

Em um comparativo entre 2020 e 2021, a diferença chega a 36%. Em números absolutos, a redução dos casos foi de 49, em 2020, para 31, no último ano. Ainda de acordo com a pasta, nos meses de janeiro e fevereiro deste ano, foram registrados quatro novos casos no município.

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade