cultura

No dia do leitor a dica é uma visita à Biblioteca Pública Monteiro Lobato

Aberta de segunda a sexta-feira, das 9h15 às 17h45, a Biblioteca Municipal fica na Rua Coronel Fonseca, 936, no Centro de Gravataí

Quem entra na Biblioteca Pública Municipal Monteiro Lobato, mantida pela Prefeitura Municipal de Gravataí, por meio da Secretaria Municipal de Cultura Esporte e Lazer (SMCEL), se depara com a frase “Escolher escrever é rejeitar o silêncio”. De autoria da escritora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie, ela traz um novo significado para a leitura. Ela mostra que quem lê está ouvindo o autor, trazendo ele para dentro da sua vida.

Comemorado no dia sete de janeiro, o Dia do Leitor é dedicado a todos aqueles que aproveitam o mundo das páginas para escutar o que elas têm para falar. Viajar por novos mundos, conhecer novas histórias e compartilhar sentimentos. O leitor busca quebrar o silêncio da sua mente com a fala dos livros.

Com mais de 24 mil exemplares, o local tem serviço de empréstimo, acervo online, espaço Braille e o Telecentro, um espaço para trabalhos que oferece acesso gratuito à internet. Aberta de segunda a sexta-feira, das 9h15 às 17h45 a Biblioteca, localizada na Rua Coronel Fonseca, 936, no Centro de Gravataí, tem obras para todos os gostos.

A literatura estrangeira e as obras sobre espiritismo são os dois gêneros mais procurados.

No segundo andar do prédio, a “Gibiteca” chama a atenção não só das crianças e adolescentes, mas também dos adultos. Recheado de quadrinhos de super-heroínas e heróis, gibis e histórias infantis o cantinho é todo temático e chama atenção de quem se aventura entre as estantes de livro.

 

Investindo na pluralidade

 

Em 2018, o acervo ganhou mais diversidade. Para tornar o local mais democrático e atender a todos foram adquiridos mais livros escritos por mulheres e por autores brasileiros. A literatura LGBT também ganhou espaço por ser procurada por quem frequenta a Biblioteca. Conceição Evaristo, Chimamanda Ngozi, Magaret Atwood e Vinícius Grossos são algumas autoras e autor que começaram a fazer parte das estantes da Biblioteca Monteiro Lobato.

A Biblioteca Municipal conta com diversos projetos que debate temáticas importantes e atuais por meio dos livros. O “Leia Mulheres”, que é uma ação internacional, começou há dois anos e promove encontros pautados por livros que foram escritos por mulheres.

Aberto ao público, o projeto traz discussões sobre gênero e questões sociais.

O “Livro, Leve e Solto” é uma tentativa de proporcionar um momento de distração para quem está em uma situação mais delicada. O projeto leva livros para o Pronto Atendimento 24h e para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), incentivando a leitura e sendo uma distração em um momento de espera. Os livros podem ser levados para casa e depois devolvidos ou compartilhados com outras pessoas. 

 

Fazendo o cadastro

 

Para retirar um livro na Biblioteca Pública Municipal Monteiro Lobato é necessário ter um cadastro junto ao local.

Ele deve ser feito presencialmente mediante apresentação de um documento com foto, CPF e o comprovante de residência atualizado.

Menores de 18 anos devem estar acompanhados de algum responsável na hora de  realizar o cadastro.

O aluguel dos livros é de uma semana e pode ser renovado até três vezes. No caso de haver atraso na entrega do exemplar, é cobrado uma multa de R$ 0,50 por dia corrido.

Em época de vestibular, o aluguel das “Leituras Obrigatórias” funciona de forma diferente. Os livros que fazem parte desta lista só podem ser retirados por uma semana e a multa por atraso sobe para R$ 1,00 por dia corrido.

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade