saúde

Gravataí está entre as 3 melhores do RS em ranking do Ministério da Saúde

Prefeito em exercício Dr. Levi e secretário da Saúde Régis Fonseca

Gravataí foi o terceiro município melhor colocado do Estado no ranking que mede a qualidade e o desempenho oferecidos aos usuários na área da saúde no Índice Sintético Final (ISF) do Previne Brasil, programa do Ministério da Saúde que financia ações na área de Atenção Básica a partir de sete indicadores estabelecidos.

– Isso é mérito das equipes que atendem a população de Gravataí. Comprometidos, engajados e qualificados – destacou o prefeito em exercício Dr. Levi Melo.

Além disso, Gravataí registrou o quarto melhor resultado entre as 50 cidades da região Sul com mais de 100 mil habitantes, atrás apenas de Bento Gonçalves (RS), Criciúma (SC) e Santa Maria (RS).

Os dados foram divulgados pelo Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do RS (Cosems/RS), a partir de indicadores retirados do Sistema de Informação em Saúde para a Atenção Básica (Sisab).

 

LEIA TAMBÉM

Gravataí terá 4 postos de saúde modelo e mais asfalto em 2022; Plano de Zaffa até 2024 vale mais de 100 prêmios do BBB em investimentos

Gravataí com 50 milhões no bolso: Zaffa prepara ’pacotão’ de investimentos com aprovação de financiamento e municipalização da 030

 

No mês passado, o prefeito Luiz Zaffalon anunciou financiamento de R$ 50 milhões para obras de infraeswtrutura, sendo parte deste montante destinada para a saúde. Ao todo, dez estruturas de saúde serão construídas nos próximos anos, iniciativa que faz parte do programa municipal Qualifica Atenção Primária.

– Os números colocam Gravataí em um patamar de saúde muito alto, o que nos alegra e nos motiva a trabalhar cada vez mais para oferecer uma saúde de qualidade para a população – complementou Dr. Levi. 

O secretário municipal da Saúde, Régis Fonseca, reforçou a qualidade dos serviços providenciados pelo município.

– Temos uma rede de saúde ampla e com profissionais qualificados. Nossa gestão trata a Atenção Básica como prioridade e sempre buscamos qualificar ainda mais o atendimento ofertado à população – explicou.

O coordenador da Atenção Básica da SMS, enfermeiro Luciano Albrecht, celebrou o resultado, mesmo diante do período difícil e com tantos desafios que a pandemia tem trazido:

– O bom resultado é fruto de uma construção coletiva que reflete o comprometimento da SMS e das equipes de Atenção Básica. 

Em reunião na Prefeitura ontem, o secretário da Saúde reforçou o comprometimento das equipes de saúde para os bons resultados atingidos pelo município.

– Isto é resultado de um esforço diário do nosso pessoal, um pessoal extremamente qualificado. Ficamos felizes, mas vamos em busca do primeiro lugar – destacou. 

Régis Fonseca lembrou ainda que Gravataí obteve resultados satisfatórios em dois eixos assistenciais que avaliam a qualidade de saúde municipal: além do Previne Brasil, também o Saúde na Hora, programas criados pelo Ministério da Saúde para facilitar o acesso da população aos serviços de Atenção Básica.

Da mesma forma, realçou o compromisso de ampliar o horário de atendimento de cinco unidades de saúde do município, projeto inicialmente previsto para 2024, mas que esse ano já deve ser concretizado.

Estiveram presentes no encontro, além do secretário Régis e do secretário-substituto da Saúde, Bruno Palaver, o prefeito em exercício, Dr. Levi Melo, o coordenador da Atenção Básica da SMS, enfermeiro Luciano Albrecht, o gerente do Distrito Norte, José Grycak, a gerente do Distrito Rural, Camila Coccari, e a gerente do Distrito Centro, Laura Santos.  

Na Unidade de Saúde da Família (USF) São Vicente, o aposentado Luís Carlos Fonseca elogiou a qualidade do atendimento dos funcionários à população do bairro.

– O atendimento é ótimo, sempre fui bem-atendido. Batalhamos tanto por esse posto, é uma alegria poder usar esses serviços aqui perto de casa – disse.

Ideia compartilhada também por Elisete de Oliveira.

– Agendo no posto e um carro da prefeitura me busca para consultas. É uma maravilha essa unidade. A estrutura e o atendimento dos enfermeiros são muito bons – relata a moradora do bairro há 30 anos. 

 

DADOS DO RANKING 

 

LEIA TAMBÉM

Um ano de governo, 1h com Zaffa: balanço e perspectivas; Covid, Rio, investimentos, Zaffari, pauta-bomba da Sogil e outras polêmicas

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade