a poesia do cidade

Gerenciando meu ego e minha tristeza

Pulo do céu

Gerenciando meu ego e minha tristeza

Não tem plano de contenção

Não tem plano de vôo

Não tem seguro

Meu cérebro passou a noite me dando murros

Minha garganta deixando os urros pequeninhos

Sussurros smurfs fadinhas felpas faquinhas

A bondade social introduz a paranoia

Olha o chão aí!

 

Assista ao vídeo-poema A vida nem sempre está ao seu lado

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade