obras

Empresários buscam novo acesso ao Distrito Industrial

Prefeito Luiz Zaffalon recebeu representantes do Distrito Industrial de Gravataí e da Acigra

O prefeito Luiz Zaffalon recebeu, em seu gabinete, representantes do Distrito Industrial de Gravataí e da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Gravataí (Acigra), que trouxeram o pedido de uma nova entrada para o condomínio de empresas, pela BR-290, a Freeway. A intenção é minimizar os congestionamentos e a periculosidade da entrada do Distrito que está localizado nas proximidades da junção da avenida Centenário com a ERS-118. 

Os empresários apresentaram ao prefeito um documento que encaminharão à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e à Concessionária CCR ViaSul, para a viabilidade de habilitação de um novo acesso ao Distrito Industrial, na interconexão com a Freeway (km 77), próximo à antiga praça de pedágio, com acesso à rótula da avenida Plínio Gilberto Kröeff.

Zaffalon lembrou que, por décadas, Gravataí foi considerada, por quem tinha que se deslocar para fora do município, uma cidade antes ou depois do pedágio da Freeway, e que esse motivo desestimulava, inclusive, empreendimentos de instalar-se na cidade. Em um esforço conjunto da sociedade, e também um compromisso do ex-prefeito Marco Alba, desde agosto do ano passado, Gravataí teve o local de sua praça de pedágio alterado e, neste ano, a entrega de alças de acesso de entrada e saída, em outros pontos da cidade, como a saída da Nutrella e a entrada na cidade, para quem vem de Porto Alegre, pela rua Vicinal Junção, na altura da parada 64 da avenida Dorival Cândido Luz de Oliveira.

– Com muito trabalho, tivemos estas conquistas que são essenciais para a mobilidade da cidade – disse.

O prefeito Zaffa demonstrou preocupação com o entroncamento da avenida Centenário com a ERS-118, a entrada do Distrito Industrial e, ainda, com o trecho próximo do entroncamento da BR-290, que impactam muito no atual tráfego de Gravataí:

– Ali, temos um gargalo perigoso que, além do congestionamento, coloca a vida das pessoas em risco. Por conta disso, toda a iniciativa que visa minimizar essa situação é louvável e aceita pelo nosso governo – destacou.

Estavam presentes, a presidente da Acigra, Ana Cristina Pastro Pereira, a vice-presidente da Indústria Carlos Becker, Graziela Becker, e os representantes, da Jackwal, Francisco Oderich, e da Panatlântica, José Antônio Vargas.

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade