breno garcia

Da velha para nova vida sem solavancos

Claiton Manfro, a equipe da Secretaria da Habitação e do Senac estiveram com futuros moradores na terça | Divulgação, Seguinte:

Governo reúne futuros moradores do Breno Garcia para iniciar processo de adaptação à nova realidade que terão no condomínio

 

Muitas das pouco mais de duas mil famílias que deixarão as casas onde vivem hoje para receber uma nova moradia no Residencial Breno Garcia começam a perceber um novo significado para palavra mudança.

– Não é só um novo endereço. Estão deixando uma vida velha para trás e conquistando uma nova – define o secretário de Governança e Comunicação, Claiton Manfro, que na terça-feira esteve com um grupo de famílias para dar início ao processo de adaptação a estas mudanças.

Ao lado de servidores da Secretaria de Habitação, Saneamento e Projetos Especiais e do Senac, Manfro encontrou moradores da rua Amapá e do bairro Itatiaia que fazem parte do primeiro grupo de 1.013 famílias que, em breve, receberão as chaves de suas novas casas no Breno Garcia. Numa segunda etapa, mais 1.012 famílias também vão morar no novo bairro – todas elas oriundas de áreas de risco, alagadiças ou à beira do asfalto.

Ao todo, o bairro deve abrigar cerca de 10 mil moradores – praticamente uma nova cidade dentro de Gravataí, maior do que Glorinha e seus 7,5 mil habitantes, por exemplo.

LEIA TAMBÉM

Tem uma cidade em construção dentro de Gravataí

 

No encontro, os futuros moradores puderam conhecer a planta das residências, áreas de lazer e convivência, escolas, posto de saúde e outras estruturas do loteamento que irá abrigar as 2.025 famílias. Eles também tiveram acesso às novas regras de convivência e oportunidades que toda a nova vizinhança vai gerar.

– Havia uma preocupação se poderiam levar seus animais para as novas casas, por exemplo. Explicamos que animais domésticos serão bem-vindos, mas animais de grande porte, não. As casas não terão espaço para isso – alertou Claiton Manfro.

– Em Gravataí há muitas famílias que vivem em áreas impróprias, sem estrutura alguma e ao longo das últimas décadas o déficit habitacional cresceu muito. Resolver estas questões é uma preocupação constante do prefeito Marco Alba.

 

 

O empreendimento

As casas serão de 40,73 metros quadrados e contarão com dois dormitórios, banheiro, cozinha, sala e área de serviço externa, além de placas de energia solar. O empreendimento, que fica no bairro Passo da Caveira, parada 103, já está com quase 100% das ruas asfaltadas. Ao todo, o investimento na área chega a casa dos R$ 140 milhões, em uma parceria do Governo Federal e Prefeitura Municipal.

 

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade