contra a gripe

Criança que morreu por causa da gripe tinha outras doenças

Paciente de Gravataí que foi à óbito tinha quatro anos e era do grupo de risco como portador de doença crônica, segundo a Prefeitura

Uma criança de Gravataí, com quatro anos, morreu depois de ter contraído o vírus da gripe – Influenza tipo B – segundo o secretário estadual da Saúde, João Gabbardo dos Reis, comentou hoje nas redes sociais. A data do óbito não foi informada.

De acordo com o Informe de Vigilância da Influenza/RS – Semana Epidemiológica 21, da secretaria da Saúde, e encerrada no dia 27, o estado já teve 75 casos de pessoas com gripe A e um total de sete mortes por causa da doença.

Até o momento, os casos confirmados de influenza ocorreram em 26 municípios do estado, com predomínio da capital, com 30 casos. Os sete óbitos no estado ocorreram em seis municípios diferentes.

 

Várias internações

 

Sobre a criança de Gravataí que morreu nesta semana, a Prefeitura divulgou nota no começo desta noite (31/5) explicando que o paciente fazia parte do grupo de risco como portador de doença crônica e que o óbito se deu pelo agravamento do estado de saúde já que possuía, anterior à gripe, uma série de doenças.

O paciente, ainda de acordo com a Prefeitura, esteve internada em 3 de janeiro, 9 de março, 21 de março e 21 de maio no Hospital Conceição, em Porto Alegre, para tratar múltiplas enfermidades. Segundo laudo médico, foi diagnosticada com encefalopatia,  possuía multi resistência por contato com germes, diversas infecções, era alérgica e sofria de disfunção respiratória crônica.

— Além das doenças já citadas,  contraiu Influenza B, tipo de vírus mais comum da gripe e não tão agressivo quanto o tipo A, que agravou o seu já delicado estado de saúde e acabou levando a paciente a óbito devido à sua fragilidade – diz a nota.

Além disso, de acordo com o informe distribuído pelo Departamento de Comunicação Social (DCS) da Prefeitura, não há nenhum outro caso de óbito em decorrência de gripe de qualquer tipo no município.

— A Prefeitura realiza um monitoramento constante dos possíveis casos, trabalhando intensamente na prevenção e promoção da saúde pública — conclui a nota.

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade