falta de água

Corsan não quer dar desconto nas contas

Tabela da Agergs mostra dias acumulados sem água. Gravataí foi a cidade mais prejudicada pela Corsan

A Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) endureceu o jogo e não quer dar aos consumidores o desconto determinado pela Agência Reguladora dos Serviços Públicos do Rio Grande do Sul (Agergs).

A medida determinando a concessão dos descontos foi tomada pelos conselheiros da Agergs e publicada no Diário Oficial do Estado como Resolução 239, no dia 20 de janeiro.

Ontem (30/1) a Corsan publicou uma nota no seu site dizendo que também é “vítima” dos problemas que provocaram o desabastecimento e informando que requereu à agência a reconsideração da medida em que determina descontos.

 

Em Gravataí

 

Especificamente sobre Gravataí, em que a Agergs somou mais de 12 dias de desabastecimento entre 23 de dezembro e 15 de janeiro passado, a Corsan diz que alugou geradores de energia e que manteve 50% da cidade abastecida.

— Para ser pedagógica a Agergs, que também regula o setor de energia, deveria penalizar a concessionária de energia, que como a Corsan presta um serviço público essencial — diz a nota da companhia.

 

O desconto

 

Para os consumidores de Gravataí, a cidade mais prejudicada pela Corsan com as sucessivas interrupções no abastecimento d’água – 12,91 dias – segundo a Agergs, o desconto deve ser de 43,03% na fatura de fevereiro, a vencer em março.

 

Confira aqui a íntegra da nota da Corsan.

 

LEIA TAMBÉM:

Corsan tem que dar desconto nas contas

Agergs X Corsan repercutiu nas redes sociais

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade