a poesia do cidade

Coragem

É esquisito estar sem Seo Carlito

Eu nascido antes de mim

 

Meus lábios estão fritos da febre

Isso não é nada

 

Estou em paz

 

Depois daquele dia ela pensou em mim algum dia?

Quando uma serpente se enrolou em seus pés

 

De remorso não recuperei o meu corpo

Esse é outro

Mesmo esse outro é outro

 

A eternidade está nos ombros dos astros.

E os dias seguem sem guias.

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade