assistência social

Casa do Bem tirou 307 pessoas da rua em um ano

Usuários da Casa do Bem ganharam jantar especial com direito a bolo e lembranças pela passagem do primeiro aniversário da instituição

Durante a estação mais fria do ano os serviços de acolhimento à população em situação de vulnerabilidade, oferecidos pela Prefeitura de Gravataí, têm maior procura do que nos demais períodos do ano.

Um desses equipamentos – gerenciado pela Secretaria Municipal da Família, Cidadania e Assistência Social (SMFCAS) – é a Casa do Bem, que completou seu primeiro aniversário neste mês, dia 23 passado..

Para marcar a data foi realizado jantar especial e servido bolo como sobremesa, além de balões para decorar e bombons como recordação. O local foi instituído para abrigar moradores de rua e carentes que necessitam de um abrigo momentâneo.

De acordo com a assessoria de comunicação da Prefeitura, de janeiro a agosto deste ano foram realizados 307 acolhimentos e estão sendo feitos 55 acompanhamentos de casos especiais.

—São recebidos adultos ou famílias em trânsito, sem intenção de permanência por longos períodos. A principal diferença do público a ser atendido na unidade é a transitoriedade, que não deve ultrapassar três meses — explica o secretário da SMFCAS, Tanrac Saldanha.

Os usuários logo na chegada passam pelo processo de acolhimento, higienização, recebem alimentação e têm pernoite confortável. O objetivo é construir um plano de atendimento que resgata autoestima.

— A partir do momento que o usuário passa a acreditar nele mesmo percebe que existem pessoas que também acreditam nele. Assim, voltará a se enxergar como parte de um todo, construindo valores e resgatando o que estava no passado e pilares importantes como família, trabalho e cuidados com a saúde passam a ser resgatados — diz Marja Menezes, coordenadora da Casa do Bem.

 

Resgate da cidadania

 

Segundo a coordenação da Casa do Bem, o local não oferece apenas uma cama para dormir e uma refeição. Há os que chegam sem documentos ou qualquer referência e que são acolhidos pelas assistentes sociais.

Esse trabalho pode ser resumido como um resgate da cidadania, que também passa pelo empoderamento e retomada da vida. Na Casa do Bem, pessoas nestas condições recebem novos documentos. Ou, pelo menos, os pedidos são encam inhados.

 

Multiprofissional

 

O atendimento é qualificado e os espaços acolhedores. Durante sua permanecia, o usuário da Casa do Bem é orientado a confeccionar documentos, buscar um emprego formal e reconstruir seus vínculos familiares.

Também estão incluídos no serviço oferecido um jantar e café da manhã. A equipe multiprofissional que realiza o atendimento é composta por educadores e assistentes sociais, cuidadores, serviços gerais, cozinheiras e um coordenador.

 

Confira o vídeo (clicando na imagem abaixo) com a reportagem do Seguinte: sobre a inauguração da Casa do Bem.

 

Significado

 

O nome Casa do Bem foi uma iniciativa do prefeito Marco Alba (MDB), por entender que a palavra "bem" envolve o significado de solidariedade, igualdade e respeito.

— A Casa do Bem é uma referência para a cidade porque a atenção da sociedade para o cuidado com o próximo, que é o nosso bem maior e o foco da minha gestão — destaca o prefeito Alba.

 

Estatística

 

A coordenadora do abrigo comenta que os frequentadores da Casa do Bem são, na maioria, homens. Por isso o espaço é capaz de abrigar 40 usuários, sendo 32 vagas masculinas e oito femininas.

A unidade oferece serviços para adultas desabrigadas por abandono, migração e ausência de residência, ou ainda pessoas em trânsito. O imóvel conta com uma estrutura composta por cinco quartos, cozinha, banheiros e quintal.

 

Da seleção

 

Para conseguir uma vaga na Casa do Bem é preciso ter mais de 18 anos, documento original com foto ou cópia original de um boletim de ocorrência. A entrada dos usuários é a partir das 19h15min e a saída é às 6h30min, após o café da manhã.

 

LEIA TAMBÉM

 

A cada noite, menos 40 com frio nas ruas de Gravataí

Casa do Bem é mais que uma luz no fim do túnel

 

ONDE FICA

 

A Casa do Bem está sediada na RS-118, no número 3.155, próximo à avenida Dorival Cândido de Oliveira.

 

 

 

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade