saúde pública

Andréia Bobsin: a ficha número um da nova UPA

Dona de casa Andreia Bobsin - ao fundo - garantiu a ficha número um para atendimento na nova UPA 24 Horas de Gravataí

Antes mesmo da hora marcada para começar a atender à comunidade, várias pessoas esperavam pela abertura da porta de acesso à primeira Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 de Gravataí.

Moradora do Parque Olinda, a dona de casa Andréia Brito Bobsin, 34 anos, garantiu a ficha número um e inaugurou o serviço de atendimento da UPA. Andreia destacou o fácil acesso à unidade, como uma das principais qualidades do local.

— É ótimo ter um centro de saúde próximo da população, com pontos de ônibus em frente, e poder contar com mais um local de atendimento em saúde traz benefícios à população — diz a moradora.

 Outra que esteve no local para conferir a estrutura foi Alda Vieira de Souza, de 81 anos e há 40 anos residente na cidade. Para a aposentada, a abertura da UPA foi um grande investimento.

Alda comemorou o fato de, agora, se precisar de atendimento médico, poderá contar com a unidade que fica há poucas quadras da sua casa, no bairro São Geraldo.

— Essa UPA vai facilitar a vida da população pela localização, em uma avenida como esta que é a principal da cidade. É muito bom ter mais esse ponto para buscar atendimento em saúde — concluiu.

 

Até 200 pacientes

 

A UPA 24 Horas de Gravataí – Prefeito Abílio Alves dos Santos – foi inaugurada dia 3 com a promessa de abrir as portas para atender aos gravataienses no dia 15. Promessa, feita, promessa cumprida. Uma equipe de 80 profissionais – no total – recebeu a comunidade. 

A estrutura foi projetada para atender no plantão 24 horas cerca de 170 a 200 pacientes, em média, diariamente, nas especialidades de clínico geral e pediatria. O secretário municipal da Saúde, Laone Pinedo, diz que a UPA é uma vitória da cidade.

— Isso foi possível só depois de o governo municipal ter organizado as finanças para receber e fazer investimentos em obras deste porte. O início do funcionamento da UPA significa o cumprimento de um compromisso de entregar serviços de urgência e emergência qualificados e ampliados — enfatiza.

E completou:

— Mesmo em meio uma crise financeira que atinge diversos municípios na Região Metropolitana, Gravataí continua investindo em atendimento à saúde da população. Antes mesmo de os repasses do governo federal, os custos estão sendo bancados em sua totalidade pelo município.

 

Leone disse

 

— Estamos cumprindo uma missão, que é a de transformar a cidade de Gravataí. Esse serviço é para proporcionar mais qualidade para a comunidade. E tem ainda a segunda UPA, na região das Moradas, prevista para ser entregue ainda este ano.

 

: Recepção cheia. População já está sendo atendida na UPA da parada 79 da Dorival de Oliveira

 

A abertura da UPA, no final de tarde-começo da noite de ontem, teve a presença do prefeito interino de Gravataí, Nadir Rocha que andou pelo espaço, eufórico, ladeado pelo deputado federal Jones Martins (ambos PMDB), secretários e vereadores.

— Mesmo com toda crise estamos ampliando e investindo em novos serviços para a população. Agora iniciamos o atendimento da comunidade, a obra está pronta, com estrutura para um ótimo serviço. Entregamos algo que muitos não queriam que desse certo. Mas preparamos tudo com muito carinho para atendê-los. Sejam todos bem-vindos — disse o prefeito antes da abertura da porta principal.

O deputado federal Jones Martins disse que momento era de alegria e comemoração, e que a UPA é o maior investimento da história de Gravataí em saúde pública.

— Mostramos que através da honestidade, gestão e trabalho responsável é possível fazer um governo transparente e eficiente para a cidade. Esta é uma obra que irá salvar vidas — falou o representante da Câmara dos Deputados.

 

: Prefeito Nadir Rocha e o deputado Jones Martins abriram as novas instalações ao público nesta quarta

 

Investimentos

 

Para construir, equipar e colocar a UPA em funcionamento o investimento chegou a cerca de R$ 5 milhões. O dinheiro para a construção veio de três fontes: R$ 2,1 milhões do governo federal, em torno de R$ 1 milhão do estado, R$ 500 mil do município.

A Prefeitura cedeu o terreno de 11 mil  metros quadrados e bancou mobiliário e equipamentos integralmente. Um montante financeiro na ordem de R$ 1,5 milhão.

 

Estrutura física

 

– A unidade tem cinco consultórios médicos e sete salas de medicação, observação, atendimentos de emergência, curativos e exames como raio X e eletrocardiograma.

– Todos os ambientes da estrutura são climatizados para conforto dos pacientes e funcionários, além de proporcionar melhor mobilidade com uma rampa de acesso e piso podotátil, de acordo com as normas técnicas brasileiras.

– O piso interno se destaca pela utilização de manta vinílica, facilitando a limpeza do ambiente.

– Um gerador de energia foi instalado para atender eventuais necessidades, em caso de queda da rede elétrica.

– A unidade dispõe de reservatórios com capacidade para 10 mil litros de água e painéis de energia solar que serão utilizados no aquecimento da água.

 

O que tem na UPA

 

– Recepção para 40 pessoas
– Cinco consultórios médicos
– Sala de medicação com poltronas para 10 pacientes
– Sala de observação com 14 leitos
– Sala de exames de RX
– Sala de exames de ECG
– Sala de coleta de exames laboratoriais
– Sala de curativos
– Áreas especiais para guardar materiais, equipamentos, vestiários, dormitórios e administrativos.

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade