a culpa é nossa!

BRASÍLIA: um mundo à parte!

As pedradas, os confrontos, o vandalismo, a depredação e a violência não afetaram em nada os palacianos… Como das vezes anteriores, os detentores do poder ficaram incólumes, protegidos, leves e soltos (para corromperem-se mais). Lá não se governa nem se legisla. A teoria “do povo, pelo povo e para o povo”, não se efetua na prática onde toda a preocupação está no “por mim e para mim”. “Do povo” sai a escória; “pelo povo” o deboche; “para o povo” as impagáveis contas a pagar…

É um mundo à parte! Uma total incoerência com as necessidades e aspirações do povo.

Cabe a nós a “mea culpa”. Nós temos a culpa de origem de todo este descalabro. Não nos importamos em conhecer os candidatos, não fiscalizamos, demos carta branca para nos representar e cheques em branco para se locupletarem com ganhos exorbitantes…

É um mundo à parte!

Pensávamos que, quando os primeiros escândalos vieram à tona, aprenderiam a lição e procurariam ser, pelo menos um pouco, mais honestos e discretos…

Ledo engano!

Pelo contrário, aí é que passaram a roubar e a legislar descaradamente, em causa própria…

Mesmo na cadeia continuaram a receber propina e manter o tráfico de influência – muito semelhante aos bandidos mais notórios presos em presídios de “segurança máxima”.

Preocupa-me o fato de que as redes sociais estão repletas de mensagens de INDIGNAÇÃO, mas nas ruas, nos movimentos coerentes e consistentes, há muito pouca AÇÃO!

BRASÍLIA não pode ser um mundo à parte!!!

Cabe a nós torná-la “Verde e Amarela”!

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade