Pandemia

CANOAS | Mora em condomínio e gosta de festa: cuidado, a Covid quer te pegar

Piscina pode ser local de alta exposição ao vírus; melhor se cuidar. Foto: Reprodução

Comportamento do contágio indica onde é mais fácil ter contato com o novo coronavírus na cidade

 

O perigo mora ao lado. E se for em condomínio com piscina, mais ainda. É lá que a Covid-19 espera por quem, apesar dos avisos, insiste em aglomerar. Em uma conversa com o Seguinte: na terça-feira, o secretário da Saúde Fernando Ritter temia as piscinas de condomínio e não a praia como vetor que espalha a pandemia. "Não na água, mas na proximidade das pessoas sem máscara, nos equipamentos expostos ao toque, na própria aglomeração", conta.

 

LEIA TAMBÉM

CANOAS | Sem ônibus na semana do Natal: rodoviários querem parar no dia 21

CANOAS | Fernando Ritter, o 'lockdown' e o pior da pandemia que ainda está por vir

 

O mesmo vale para quem curte uma festa – e muita gente curte. Só que não pode ser agora. Com uma ocupação de 106% das UTIs para Covid ocupadas, não dá para arriscar. E olhe: muita gente anda arriscando. Semana passada, a Brigada Militar fechou pelo menos duas 'baladas' com mais de 300 pessoas em Canoas. TREZENTAS! É muita gente junto, muito vírus circulando e, daqui a alguns dias, muita gente procurando ajuda para seguir respirando.

Se quisermos que todos que precisem tenham atendimento, não é hora da piscina nem da festinha. 

 

 

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade