Saúde

CANOAS | Intervenção na Gamp troca de mãos: ’muda-se porque não vai bem’, diz Martini

Com a mudança, governo quer melhorar a gestão e o atendimento nos hospitais de Canoas. Foto: Tony Capellão/PMC

Plano é ampliar e melhorar o atendimento à população nos hospitais e centros de atendimento que eram controlados pela Gamp até decisão judicial que interviu no contrato

O prefeito Jairo Jorge designou, nesta quinta-feira, 21, por meio de decreto, o comitê interventor que assumirá a gestão das unidades de saúde administradas anteriormente pelo Grupo de Apoio à Medicina Preventiva e à Saúde Pública, o Gamp, em Canoas. A medida abrange o Hospital Universitário – HU, o Hospital de Pronto Socorro, duas unidades de pronto atendimento e quatro Centros de Atenção Psicossocial, os CAPS.

 

LEIA TAMBÉM

CANOAS | Mais 200 mil testes, novo lote de vacina em fevereiro e secretário na cadeia de comando: como anda o enfrentamento à pandemia na cidade

CANOAS | Primeiros vacinados: um dia histórico para Canoas, para Valdemar e Lisete

 

O Comitê de Intervenção é formado pelo secretário municipal de Governança e Enfrentamento à Pandemia, Felipe Martini, pelo secretário municipal da Saúde, Maicon Lemos, e pelo assessor superior do Núcleo de Saúde do Gabinete do Prefeito, Euler Manenti. “Estamos iniciando um novo momento no Hospital Universitário e no Hospital de Pronto Socorro. É um passo importante na busca de soluções para enfrentar esse grande problema de saúde, esse caos em que a saúde mergulhou. Vamos trabalhar forte para que o HU, o Pronto Socorro e as demais instituições cumpram seu papel”, enfatizou o prefeito.

"Muda-se porque não vai bem", avalia Martini. Segundo ele, a ideia é ter uma equipe múltipla e dividir responsabilidades. "É natural que o governo que começa mude a cadeia de comando. Anunciamos a nova direção assistencial e técnica também para termos um atendimento melhor à população."

A nova direção do HU foi a primeira a ser anunciada. Adriana Acker assume a direção geral da instituição. Graduada em Ciências Contábeis, ela tem atuação como administradora em hospitais de médio e grande porte da região metropolitana. Atualmente exercia o cargo de gerente geral hospitalar da Unimed Nordeste em Caxias do Sul. É especialista em Gestão de Negócios em Saúde e em Gestão de Pessoas, Estratégias e Negócios. O médico Paulo Nader será o novo diretor técnico e a enfermeira Fatima Farias assume a direção assistencial. “São três profissionais experientes, técnicos, que assumem a gestão a partir de agora juntamente com o Comitê de Intervenção”, ressaltou Jairo Jorge. Paulo Nader também responderá pela direção técnica do HPS.

O decreto 31/2021, que designa o Comitê de Intervenção, tem como base a ação civil pública n° 0046148-59.2018.8.21.0008, de 2018, na qual, em medida cautelar, o juiz Marcelo Lesche Tonet, da 4ª Vara Cível da Comarca de Canoas, determinou o afastamento "de todos os dirigentes do Gamp da gestão das unidades de saúde de Canoas compreendidas nos termos de fomento nº 01/2016 e 02/2016”. Com isso, fica a cargo do prefeito designar o interventor.

 

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade