a coluna do andreo

No mundo do cashback

Eu, particularmente, vejo o cashback com ressalvas. Mas o que é isso? Trata-se de uma parte do valor da mercadoria que retorna para o cliente.

Exemplo: O cliente compra uma vassoura por R$ 10 e recebe R$ 2 de volta numa carteira digital. Com este valor devolvido, ele poderá sacar ou abater o montante em compras futuras.

Cada estabelecimento define o percentual de cashback, que pode variar de 1% até uns 3%, por exemplo.

Recentemente, a Casas Bahia veiculou comerciais na televisão anunciando o sorteio de 100% cashback. Na prática, o produto sairia de graça. Bastava comprar na loja e concorrer.

Supermercados também adotaram o dinheiro de volta. É o caso do Supper Rissul e o seu programa Viva Rissul. Lá, uma lasanha congelada custa R$ 13,95 e o cliente ganha R$ 2 de volta. Aí, na próxima compra, o freguês poderá abater estes R$ 2 na hora de passar no caixa. O ponto negativo disso é que somente alguns produtos selecionados entram para o cashback e não toda a loja.

Mas por que eu vejo esse sistema com ressalvas? Ora, o Brasil é o país do jeitinho e pode ocorrer que os preços sejam majorados para ter a possibilidade de devolver parte da grana.

Nestes casos é importante ter em mente quanto custaria aquele produto para não ter surpresas.

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade