coluna do andreo

KFC: não é tudo isso, mas não deixa de ser delicioso

A famosa franquia de frango frito do coronel Harland Sanders desembarcou no RS. Antes restrita a São Paulo, a KFC abriu lojas em Canoas (Canoas Shopping) e Porto Alegre (Bourbon Wallig). Siga na coluna de fast-junk food do Andreo Fischer

 

Lembro-me que na época da inauguração da franquia de Canoas. A fila era quilométrica, o que me fez desistir de experimentar os famosos frangos fritos empanados. Nessa semana eu estava de passagem no Wallig e depois de ir ao Burger King pegar meu combo de Whopper mais batata média e refil de Pepsi, descobri que o restaurante não tinha metade dos ingredientes para fazer o sanduíche e não tinha um desconto, um agradinho para compensar o problema.

Era hora de procurar outro lanche. Peguei o cardápio do KFC e dei uma chance ao Wow Box Pedaços, que era composto de fritas média (que por mais R$ 1 ficou grande) e dois pedaços de frango frito por R$ 14,90. A agilidade para atender meu pedido me chamou a atenção, pois eu mal me encostei ao balcão para esperar o pedido e já chamaram meu nome para me entregar a comida.

A exemplo do Burger King que cobra R$ 1 pelo sachê de maionese (que antes era inclusa, mas por ser tão boa resolveram fazer a cobrança), o KFC cobra R$ 2,50 pelos molhos que vão de barbecue a maionese temperada, mas nesse caso eu pedi sachês comuns de mostarda, maionese e ketchup.

A batata frita era murcha e sem sal, apesar de estar numa quantidade ok. Aí vêm os pedaços de frango: não achei nada de mais. A galinha é empanada na famosa-receita-secreta do coronel e frita. Mas a fritura não deixa a mão engordurada, por mais incrível que pareça.

Em questão de preços, eu achei acessível. Ainda não sei se a política de preços faz parte da penetração da rede no Sul, mas me parece razoável um balde de frango frito custar a partir de R$ 29,90. Também há versões de hambúrgueres da proteína.

Abrir uma franquia do KFC não é barato. Segundo o site da empresa, entre custos de construção da loja e equipamentos, a conta sai R$ 1,6 milhão! Apesar do carro-chefe, a rede vende sorvetes e até cachorro-quente.

Hoje são cinco mil lojas em todo o mundo que guardam a receita secreta que já não é mais tão secreta assim.

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade