coluna do silvestre

Que tal negociar suas dívidas prá lá de vencidas e limpar o nome na praça?

Detalhes do Mutirão de Negociação que vai acontecer em novembro que vem foram acertados em julho pelo Procon e Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania. FOTO | Divulgação/Procon

Está aberto a contar desta quinta-feira (1º/8) e até o dia 1º de setembro o período de inscrições para as empresas interessadas em participar do Mutirão de Negociações promovido pelo Programa de Defesa do Consumidor (Procon) de Gravataí em parceria com o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc).

As empresas – empresários! – que possuem interesse em ter seus créditos negociados no mutirão deverão fazer a inscrição na sala 11 do Fórum de Gravataí, na Alfredo Soares Pitrez, 255, bairro Santa Luzia. O horário para realizar o cadastro de adesão vai das 12h às 18h.

O mutirão está sendo programado para acontecer na Semana Nacional de Conciliação, de 4 a 8 de novembro que vem em todo país. Finalizado o período de inscrições das empresas, será divulgado o período de inscrições aos consumidores.

 

ATENÇÃO

 

Mais informações podem ser obtidas através dos telefones (51) 3600-7661, 3600-7660 ou pelo e-mail procon@gravatai.rs.gov.br.

 

IMPORTANTE

 

O mutirão está sendo organizado no mesmo formato do que ocorreu em março deste ano, no primeiro mutirão realizado na cidade. Nesta edição, porém, será acrescentada mais uma etapa que é a disponibilização de um período de inscrições para fornecedores que tenham interesse de participar de negociação de valores que tenham a receber.

 

Poder de compra

 

O principal objetivo do Mutirão de Negociação é devolver o poder de compra aos consumidores mesmo em meio à crise econômica atual. Nos cinco dias do mutirão os orgãos do Judiciário realizarão projetos coletivos a fim de firmar acordos entre as partes.

Em Gravataí a cultura de conciliação já vem sendo trabalhada pelos órgãos envolvidos, instigando a comunidade a resolver as demandas através dos serviços fornecidos pelo Cejusc.

— A iniciativa tem se mostrado efetiva e ágil na regularização de crédito, e já está se consolidando como prática disponível à comunidade através do Poder Judiciário, mais uma vez em parceria com o Procon — disse a juíza de direito Quelen Van Caneghan, coordenadora do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania.

 

 

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade