coluna do silvestre

Presidente do BNDES elogia ritmo das obras de duplicação da RS-118

Montezano e o secretário Costella avaliaram o andamento das obras em três pontos da RS-118 na manhã desta sexta-feira | FOTO: Diego Weiler/Ascom

Considerada o mais importante investimento em estrutura rodoviária do governo do estado atualmente, a RS-118 teve as obras de duplicação vistoriadas na manhã desta sexta-feira (16/8) pelo secretário de Logística e Transportes, Juvir Costella, e pelo presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano.

A rodovia é considerada fundamental para o desenvolvimento econômico do Rio Grande do Sul e para a mobilidade da Região Metropolitana de Porto Alegre. Na vistoria, Costella e Montezano estiveram em três pontos dos 21,5 quilômetros do trecho: viaduto da avenida Dorival Cândido Luz de Oliveira em Gravataí, na ponte sobre o arroio Sapucaia e no viaduto sobre a avenida Theodomiro da Fonseca, também em Sapucaia do Sul.

— Os trabalhos seguem com um bom ritmo de execução e estão evoluindo nesses segmentos Dessa forma, a população pode ficar tranquila que até o final do próximo ano a obra estará finalizada — voltou a garantir o secretário Costella.

Já no entendimento de Gustavo Montezano, do BNDES, o investimento disponibilizado para o término da rodovia terá retorno assegurado.

— Essa é uma obra magnífica, grandiosa, um exemplo de dinheiro do BNDES bem usado — elogiou.

 

PARA SABER

 

Iniciada em 2006, a obra está 70% concluída. Os trechos do entroncamento com a BR-116, em Sapucaia do Sul, ao acesso à freeway, em Gravataí, já estão finalizados.

 

Qualidade de vida

 

De acordo com o secretário Juvir Costella, os entraves financeiros que impediam que a duplicação da RS-118 deslanchassem foram superados após o aporte dos R$ 131 milhões, dinheiro oriundo de financiamento contratado pelo governo do estado junto ao BNDES.

— Agora, os serviços continuarão normalmente dentro da complexidade que envolve a duplicação da rodovia — destacou.

Segundo Costella, uma vez entregue ao uso, a RS-118 duplicada resultará não apenas no desenvolvimento da economia, mas também em uma melhor qualidade de vida às pessoas que se deslocam entre os principais municípios da Região Metropolitana já que vai desafogar o trânsito.

— É uma alternativa fundamental à BR-116 e uma importante ligação com a Freeway — concluiu.

 

LEIA TAMBÉM

Não falta dinheiro para RS-118, diz governador

A nova promessa vem financiada para concluir RS-118

A RS-118 está se destruindo antes de ficar pronta

 

 

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade