crescimento

Números melhores no Shopping Gravataí desde março

De março a maio desde ano indicadores apontam crescimento no fluxo de veículos, visitantes e aumento nas vendas do Shopping Gravataí

Quem comprar o Shopping Gravataí nos leilões que estão marcados para o próximo mês de junho – e julho, em segunda chamada – vai fazer um bom negócio. Pelo menos é o que apontam os indicadores que a superintendente Sílvia Rachewsky Lemos contou há poucos instantes para o Seguinte:.

Conforme os números, aumentaram o fluxo de veículos, de pessoas, compradores, e o volume de vendas, no comparativo dos meses de abril e maio deste ano com abril e maio do ano passado. No mês de abril foi registrado o recorde de movimento em todo tempo de existência do Shopping Gravataí, inaugurado no final do ano de 2013.

— Só no mês de maio, que recém terminou, o fluxo de veículos no shopping teve um aumento de 23% — contou Sílvia.

 

O crescimento médio

 

Os lojistas, na maioria, também devem estar mais satisfeitos com a administração da Pro Overseas, iniciada em março passado. Sílvia, que assumiu a superintendência no dia 13 de março conta que quem aumentou menos as vendas, aumentou em 12%. A maior alta foi de 46% e, na média, o crescimento ficou na casa dos 25%.

O mês de maio foi favorável ao crescimento das vendas por alguns fatores, como clima e data dedicada às mães, segundo Sílvia. De maio de 2016 a maio deste ano o crescimento médio no volume de vendas dos lojistas chegou a 18%, índice que ela considera bastante positivo diante das dificuldades que o complexo comercial vinha enfrentando.

A administração do Shopping Gravataí continua negociando a atração de novos empreendimentos comerciais para ocupar os espaços ainda disponíveis, cerca de 40% do empreendimento. Não há novidades no “front”, de acordo com ela, mas as negociações têm dado resultado tanto que um dos lojistas praticamente dobrou o tamanho da loja.

 

LEIA TAMBÉM:

O que vai acontecer com o Shopping Gravataí

 

Os números

 

Fluxo de veículos:

De abril de 2016 para abril de 2017: + 28%

De maio de 2016 para abril de 2017: + 23%

 

Crescimento nas vendas:

Menor percentual de crescimento de março a maio entre os lojistas: 12%

Maior percentual de crescimento de março a maio entre os lojistas: 46%

Crescimento médio de vendas de março a maio entre os lojistas: 25%

Crescimento no volume de vendas de maio de 2016 a maio de 2017: 18%

 

Salto do cinema

 

A superintendente Sílvia Rachewsky disse que o cinema do Shopping Gravataí, da rede Arcoplex – que possui 98 salas espalhadas por inúmeras cidades do país – passou da 30ª para 5ª posição em termos de resultados financeiros desde o começo do ano.

As 750 poltronas disponibilizadas em Gravataí são praticamente todas ocupadas, especialmente nas quartas-feiras e sábados, quando acontecem as promoções com ingressos a valores reduzidos ou os lançamentos de filmes.

 

Sobre o leilão

 

O leilão que está marcado para os dias 22 de junho (primeira praça) e 29 de julho (segunda praça) não deve alterar a atual situação da Pro Overseas enquanto administradora do Shopping Gravataí. A empresa foi designada judicialmente a partir de indicação da Apice Fundo de Investimentos.

Quem adquirir o shopping pode, ou não, manter a Pro Overseas na administração do empreendimento. No caso da Apice, como detém conhecimento da experiência da Pro, comandada pelo empresário Eduardo Oltramari, é dada como certa a manutenção do atual esquema.

A Pró Overseas Consultores Associados administra empreendimentos similares em São Paulo, Rio de Janeiro e no interior gaúcho – Santa Cruz do Sul, Bento Gonçalves e Xangri-Lá. E em Porto Alegre onde o executivo Eduardo Oltramari administra o Shopping Total, inaugurado em 2003.

 

Os leilões

 

1

O primeiro leilão está marcado dia 22 de junho. O lance mínimo é R$ 231.390.200, valor de avaliação dos imóveis.

 

2

Se não houver compradores será realizado novo leilão (segunda praça) dia 29 de junho quando o lance mínimo cai para R$ 207.583.702.  

 

3

Este é o valor que os investidores cobram de dívidas do M.Grupo, que construiu o Shopping Gravataí e comprou o de Lajeado – que também vai a leilão, porém apenas 30% do empreendimento.

 

4

Se o Shopping Gravataí não for vendido nos dois leilões, passará ao controle da Ápice, empresa que reúne o grupo de investidores que bancou a construção através do M.Grupo.

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade