coluna do silvestre

Municípios investem nos jovens para promover maior segurança

Ações do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência da Brigada Militar visam à prevenção às drogas, entre outros temas relacionados à segurança, com os alunos das escolas de Gravataí e Cachoeirinha. FOTOS | PMC e PMG

As administrações municipais de Gravataí e Cachoeirinha têm pelo menos dois fortes programas focados nos jovens, especialmente alunos da rede municipal de ensino, com ênfase para a promoção à segurança e combate às drogas (uma das principais formas de evitar a criminalidade).

Em Cachoeirinha a ação é chamada de “Projeto Crescendo com Segurança – Guarda Mirim”, que iniciou em 2018 com apenas 27 participantes. Para este ano a expectativa é ter três pelotões com o atendimento de aproximadamente 200 jovens com idades entre 8 e 14 anos. As atividades acontecem no turno inverso ao das aulas.

Segundo o coordenador do “Guarda  Mirim”, Jonas Alvarino Borba, em 2020 o projeto será ampliado e ganhará até uma sede.

— Para este ano queremos abrir mais três pelotões, totalizando cerca de 200 alunos. Também estamos definindo o local que será sede da guarda e daremos início ao nosso baile anual — anunciou Alvarino.

 

ATENÇÃO

Novas inscrições estão previstas para o início do ano letivo.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3424-9014.

No ano passado foram formados 110 alunos no “Projeto Guarda Mirim”

A ação conquistou o segundo lugar no 3º Prêmio Boas Práticas da federação das Associações dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs)

As aulas são no turno inverso escolar, de segunda a sexta, das 9h às 17h.

 

: Projeto Guarda Mirim é desenvolvido no turno inverso às aulas

 

Moral e Cívica

 

O projeto “Crescendo com Segurança – Guarda Mirim” é promovido pelas secretarias de Educação e de Segurança e Mobilidade, tendo como foco o desenvolvimento de valores éticos, princípios morais e consciência cidadã, oportunizando a integração entre os jovens da comunidade e dando continuidade ao aprendizado escolar.

— A atividade é para crianças de 8 a 14 anos e oferece oficinas de reforço escolar, prevenção ao bullying e às drogas, com educação moral e cívica, condicionamento físico, defesa pessoal, educação para o trânsito e eventos culturais como teatro, museu, aulas de dança e música — lembra o prefeito, Miki Breier (PSB).

 

A FRASE

 

— Se hoje formarmos jovens com uma boa consciência de cidadania, futuramente teremos excelentes adultos.

Joaquim Fortunato
Secretário municipal de Segurança e Mobilidade de Cachoeirinha

 

Proerd em Gravataí

 

Já em Gravataí a tarde de quarta-feira, foi de alegria e aprendizado na 1ª Colônia de Férias da Secretaria Municipal de Cultura Esporte e Lazer (SMCEL), parceria com o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), da Brigada Militar, que proporcionou conhecimento e brincadeiras para 30 crianças inscritas. Na reunião foram abordados temas como álcool, cigarro e informações sobre segurança.

Durante as quatro semanas da Colônia de Férias o Proerd promoveu três encontros com os participantes. Nas reuniões, os instrutores falaram sobre o que é emergência, como identificar situações de risco e quem procurar em casos de necessidade. E informados os números de emergência, como o 190, da BM.

Michele Carrasco, policial militar instrutora do Proerd, trabalhou no projeto da SMCEL e elogiou o resultado.

— Foi uma experiência diferente. É a primeira vez que trazemos o Proerd para dentro de uma Colônia de Férias. Para o ano que vem a parceria com a secretaria só tende a crescer — afirmou.

Diogo Ávila, que também é PM e instrutor tem até planos para a próxima edição.

— Para o ano que vem quem sabe possamos levar as crianças até o batalhão para criar um vínculo deles com a Brigada — enfatizou.

 

: Alunos participantes da Colônia de Férias, com instrutores do Proerd

 

PARA SABER

 

1

Em julho do ano passado na sede da fábrica de pneus Prometeon, onde ainda funciona parte da Pirelli, aconteceu a formatura de cerca de 1.000 alunos do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd).

 

2

Em dezembro de 2018, no Ginásio de Esportes Aldeião, a formatura do Proerd envolveu aproximadamente 1.100 alunos participantes de cerca de 20 estabelecimentos da rede municipal de ensino de Gravataí.

 

3

O trabalho coordenado e com instrutores da Brigada Militar (BM), tem parceira com a  Secretaria Municipal da Educação (Smed). A etapa do projeto concluída em julho passado atendeu a 25 escolas da Rede Municipal e algumas da rede estadual.

 

4

Criado em 1998, com inspiração num programa americano, o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), tem como objetivo ensinar às crianças e aos adolescentes que eles podem tomar boas decisões, que os ajudarão a levar suas vidas de uma forma mais segura e saudável.

 

5

A ação, desenvolvida em Gravataí pelo 17º Batalhão da Brigada Militar, exige dedicação da escola e da família para que a criança consiga desenvolver um pensamento crítico sobre questões como prevenção às drogas, solução de conflitos e prevenção à violência.

 

 

 

 

 

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade