coluna do silvestre

Cercamento de Cachoeirinha é modelo para o restante do estado

Prefeito Miki Breier na sala de controle integrado que permite ações rápidas tão logo placas sejam flagradas com alguma situação de irregularidade.

O município de Cachoeirinha se consolidou em 2019 como modelo para o Rio Grande do Sul com o seu projeto de ‘Cercamento Eletrônico’. A| implantação do sistema pela atual administração resultou em uma redução de 55% no roubo de veículos e queda em todos os indicadores de criminalidade.

Com investimentos em equipamentos e pessoal, além de parceria com as forças de segurança, a cidade ficou muito mais segura na avaliação do prefeito Miki Breier (PSB). Segundo ele, os dados são superiores inclusive quando comparados com os demais municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre.

Para ampliar ainda mais o serviço estão sendo ativadas 11 novas câmeras de videomonitoramento além do programa Cachoeirinha Digital, com rede de fibra óptica em toda a cidade. Isso possibilita o videomonitoramento em 20 praças, todas as escolas, unidades de saúde e de assistência social, além de disponibilizar wifi gratuito à comunidade.

 

Os milhões

 

De acordo com o prefeito Miki, o cercamento faz parte de um conjunto de medidas e investimentos na área de segurança.

— Só em 2019 investimos R$ 2,8 milhões em tecnologia, novas viaturas, equipamentos, coletes balísticos, armas e uniformes para nosso pessoal — contou o secretário Joaquim Fortunato, da pasta de Segurança e Mobilidade.

— Outra ação de destaque da secretaria é a realização do programa ‘Crescendo com Segurança – Guarda Mirim’, que atende mais de 100 crianças promovendo a cidadania. No ano passado esse projeto foi reconhecido com o prêmio Boas Práticas, da Famurs (Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul — acrescenta.

 

Nas avenidas

 

Na área da Mobilidade, a secretaria realizou a revitalização visual das avenidas Frederico Augusto Ritter, das Indústrias e Fernando Ferrari, fazendo com que os condutores e pedestres tenham mais segurança para trafegar em direção na região do Distrito Industrial.

 

PARA SABER

 

1

Cercamento Eletrônico: uma das primeiras cidades gaúchas a implantar o sistema

 

2

Queda em todos os indicadores de criminalidade com destaque para a redução de 55% no número de furto e roubos de veículos

 

3

Guarda Municipal: investimento de R$ 2,8 milhões para compra de viaturas novas, radiocomunicadores, coletes balísticos, armas e uniformes

 

4

Operação Trabalhador/Segurança na Madrugada; Além de 167 novos semáforos na avenida Flores da Cunha e 37 novos abrigos nos pontos de ônibus, e 14 reformados.

 

Importante

 

O relatório sobre o Cercamento Eletrônico realizado pelo Observatório da Guarda Municipal apontou que no primeiro semestre de 2019, foram feitos 62 alertas de veículos em situação de furto na cidade. Destes, 51 foram recuperados, uma eficiência positiva de 82%.

 

A avenida Flores da Cunha, com fluxo de aproximadamente 50 mil veículos por dia, é a segunda via urbana mais movimentada do Rio Grande do Sul.

 

Como funciona

 

 

1

Com as câmeras instaladas em pontos estratégicos da cidade, e as informações dos radares, é possível escanear a placa de um veículo suspeito e verificar sua situação. A fiscalização é possível através do uso do sistema de Reconhecimento Ótico de Caracteres (OCR).

 

2

Quando ocorre um alerta de carro roubado ou furtado, por exemplo, o sistema de emite uma notificação para o CICC, que faz a comunicação com a Brigada Militar, a Polícia Civil e a Guarda Municipal, informando os dados da placa e, assim, permite a rápida abordagem.

 

 

 

 

 

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade