coluna do silvestre

A última promessa de concluir a duplicação da 118 até dezembro

Segundo secretário de Logística e Transporte do estado, Juvir Costella, 2020 será o ano da tão esperada conclusão da duplicação da RS-118.

Um artigo assinado pelo secretário estadual de Logística e Transportes, Juvir Costella, contém entre suas linhas e nos primeiro e segundo parágrafos, uma notícia que, se cumprida, é excelente para a comunidade de Gravataí e de todos os motoristas de veículos que diariamente, ou com frequência, utilizam a RS-118 no trecho entre a BR-290 (Freeway) e Sapucaia do Sul, entroncamento com as BR-448 (Rodovia do Parque) e BR-116.

Publicado na página oficial do governo do estado na internet, o artigo do secretário Juvir Costella comenta as metas para 2020 sob o título “Um ano de superações e desafios”. No texto, Costella garante o mesmo que disse em um programa da Rádio Gaúcha, no começo da semana: a meta é entregar a duplicação da RS-118 totalmente concluída até dezembro que vem.

Ou seja, faça print e guarde na nuvem com o devido alerta no calendário do seu celular para a necessária checagem no último dia de 2020.

 

Confira o texto de Costella na íntegra:

 

— Quando ingressamos em um novo ano, é costume estabelecermos novas metas e, até mesmo, projetarmos transformações. Para o setor de logística e transportes, no entanto, 2020 se apresenta como um período de fortalecimento das ações que iniciamos para impulsionar os diferentes modais do Rio Grande do Sul. Plantadas as sementes, chegou a hora de começar a colher resultados.

 

— Este ano, trabalharemos para que a sociedade gaúcha finalmente veja a conclusão de um dos principais projetos logísticos do Rio Grande do Sul: a duplicação da ERS-118, na Região Metropolitana de Porto Alegre.

 

— Com mais de 80 por cento dos serviços finalizados, essa obra é um compromisso do governador Eduardo Leite, que disponibilizou R$ 131 milhões – financiados pelo BNDES – para entregá-la à comunidade gaúcha até dezembro. Quem passa pela rodovia já percebe nitidamente o avanço real dos trabalhos.

 

— Da mesma forma, pretendemos reduzir ainda mais a lista dos municípios sem ligação asfáltica. Com investimento de R$ 41,8 milhões do Tesouro Estadual e da CIDE, devemos terminar a pavimentação de oito acessos municipais ainda nos primeiros meses de 2020. Depois de duas décadas de espera, pequenas cidades como Boqueirão do Leão, Caraá, Carlos Gomes, Muliterno e Guabiju terão caminho livre para o desenvolvimento.

 

— Se 2019 foi o ano em que dobramos a oferta de voos regionais entre interior e Capital, em 2020 nossa atenção está voltada à ampliação de importantes aeroportos. Em Passo Fundo, estamos prestes a dar a ordem de início às obras, que contarão com R$ 44 milhões do governo federal.

 

— O projeto de Santo Ângelo já está em elaboração e deve ser entregue no segundo semestre, para ser licitado. Também é chegado o momento de rompermos novas barreiras para as nossas hidrovias. A dragagem do canal de acesso ao Porto do Rio Grande, por exemplo, está praticamente concluída.

 

— A partir disso, possibilitaremos que navios com maior capacidade de carga entrem e saiam do complexo portuário – um diferencial para a conquista de mercados internacionais.

 

— Os desafios são imensos, mas temos certeza de que estamos na direção certa para entregarmos resultados tão esperados pelos gaúchos e que farão o Estado voltar a crescer de maneira equilibrada e sustentável.

 

Juvir Costella
Secretário de Logística e Transportes do RS

 

 

 

 

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade