eleições 2020

MAMÃE EU QUERO SER PREFEITO! | Claiton

Claiton Manfro, a mãe Maria e o pai Enio

Seguinte: pediu para os prefeituráveis de Cachoeirinha e Gravataí escreverem uma carta para a mãe explicando porque querem governar a cidade.

Siga na série Mamãe eu quero ser prefeito! Claiton Manfro, candidato à Prefeitura de Gravataí pelo PL, escrevendo para dona Maria.

 

Mãe, tenho uma notícia para senhora: decidi que quero ser prefeito de Gravataí. Sei que a senhora vai estranhar, pois sempre fui de ficar nos bastidores, organizando as campanhas dos outros e, minha atuação, na área política, foi (durante toda minha vida) mais voltada ao trabalho de base, nas comunidades e, dentro do poder executivo, planejando e executando ações e projetos nas prefeituras em que fui secretário, como Cachoeirinha e Gravataí.

Mas mãe, preciso te dizer uma coisa: durante todos esses anos de trabalho, dentro das vilas (junto das comunidades) e nas prefeituras (nos espaços institucionais de poder) me deparei com graves contradições e distorções do verdadeiro papel do poder público, o que me causou indignação e frustração. Vi que há uma distância muito grande entre o que os prefeitos pensam e fazem (quando fazem) e as verdadeiras necessidades da população. Parece, mãe, que as prefeituras existem para resolver seus próprios problemas e que os ocupantes dos cargos, indicados pelos partidos das coligações, só servem (com raríssimas exceções), para reforçarem suas siglas e aprofundarem seus interesses partidários, parece mãe, que o povo – aquele que vive nas vilas sem saneamento básico, sem creches, sem emprego e sem condições humanas ou dignidade alguma, é esquecido – não existe, ou é lembrado somente nos períodos eleitorais.

Isso tudo me entristece e causa uma profunda revolta!

Sempre pensei que o poder público tivesse como papel central, servir como instrumento de organização da sociedade, de desenvolvimento econômico e cultural e como meio para gerar dignidade e felicidade a sua população. Talvez mãe, isso seja utopia, talvez seja querer muito, mas preciso tentar mudar esse cenário, não consigo mais conviver tamanha injustiça social, não posso mais ver tanta hipocrisia dos políticos e tantas distorções nas administrações públicas sem me manifestar. 

Mãe, quero ser prefeito de Gravataí para fazer de nossa cidade um exemplo de gestão, com um programa de desenvolvimento afinado com as reais necessidades da população, considerando as vocações e características de cada região, valorizando as entidades e instituições organizadas, investindo profundamente nos pequenos e médios empreendedores, em nossos artistas e em nossa área rural.

Mãe quero ser prefeito de Gravataí, porque sei como fazer isso, minha experiência de vida me capacitou para fazer as transformações que nossa população precisa e tanto sonha. 

Sei que a senhora estará comigo, nessa caminhada, sonhando e construindo um caminho novo em Gravataí.

Beijo do teu filho Claiton Manfro.

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade