saúde

Consulta em 1 ligação em Gravataí: se novo teleagendamento der certo, é a maior ’ponte’ do governo Marco Alba

Marco Alba e Jean Torman, no anúncio do novo sistema de marcação de consultas

Se o novo sistema funcionar, o prefeito Marco Alba encerra a gestão resolvendo um problema que gera tantas reclamações quanto ligações os usuários do SUS precisam fazer até conseguir uma consulta: o teleagendamento.

Além da agenda online, reputo o grande lance dos melhores momentos bastar apenas uma ligação para o número do telefone ficar registrado no sistema e a equipe retornar o contato com o paciente.

CLIQUE AQUI para assistir live com o prefeito onde técnico explica como usar o aplicativo, já disponível Google Play Store ao digitar Atende.net. O período de testes iniciou nesta terça-feira, com pacientes da Morada do Vale I. Em janeiro o aplicativo vai funcionar para toda comunidade.

Serão dedicadas para as marcações online, 20% das fichas destinadas aos pacientes jovens e adultos com idade entre 12 e 60 anos. No teleagendamento seguem os 60% obrigatórios para idosos e 40% para o público geral.

– Hoje recebemos de 2 a 3 mil ligações por dia de aproximadamente 300 usuários e temos 1.900 vagas por mês, número menor que o real, considerando que metade das consultas está dedicada a atendimentos para casos de COVID-19 – dimensiona o secretário da Saúde Jean Torman.

Na primeira fase serão 30 dias de testes e adequações. O agendamento continua de uma semana para a outra e o paciente pode escolher o médico, a data e o horário da consulta.

– Essa mudança também impactará na experiência do médico, que poderá consultar o histórico do paciente e toda a sua agenda do dia de forma digital – explica.

O que considero o ‘grande lance dos melhores momentos’ é chamado de Atendimento Receptivo e Ativo. Os usuários não precisarão mais que fazer várias tentativas para conseguir atendimento. Liga uma vez, o telefone fica registrado e a equipe do teleagendamento retorna ao paciente.

A pessoa que ligar mais de uma vez ouvirá uma mensagem dizendo que o número está registrado e a Secretaria da Saúde entrará em contato.

Mas, e quanto esgotarem as fichas?

A Unidade de Resposta Audível (URA) oferecerá a opção de falar com atendente ou deixar o nome na lista de espera. Caso o paciente opte por deixar o número na lista de espera, ele ficará registrado e será feito contato.

Fato é que o sistema pode dar certo porque hoje não há mais falta de médicos. Antecipei em julho, em Finalmente, é ’mais médicos’, não menos; equipes estão completas em Gravataí.

"(…)

Uma novidade para marias eduarda e enzos gabriel: julho começou com as equipes médicas de Gravataí completas no programa de Saúde da Família.

É a primeira vez após Jair Bolsonaro, antes mesmo de assumir, mandar embora os médicos cubanos, em novembro de 2018, reduzindo em cerca de 5 mil atendimentos a cada mês na aldeia.

São médicos que atuam principalmente nas periferias, infelizmente, cada vez mais contramão, e pouco rentável, para a vocação dos doutores e doutoras.

Nem com a realização de concurso, e duas chamadas, foi possível preencher os cargos de Médico da Equipe de Saúde da Família (ESF). O governo Marco Alba também foi impedido de fazer contratações emergenciais de médicos devido a um termo de conduta proposto pelo Ministério Público.

A solução emergencial foi encaminhar pacientes para unidades básicas de saúde (UBS’s) mais próximas, com marcação de consultas pelo teleagendamento, o que transformou o sistema em vilão ao congestionar e deixar pacientes na fila.

(…).

Para reforçar essas equipes, no fim do mês passado 17 cubanos que não tinham deixado o Brasil foram recontratados pelo Médicos pelo Brasil.

No pós-covid, se vacinas funcionarem, a tendência é o acesso ser ainda mais facilitado.

Ao fim, observemos a eficácia do sistema. Na concepção, é ótimo. Se der certo, parabéns ao prefeito Marco Alba, ao secretário Jean Torman, às coordenadoras da Atenção Básica, Joice Cunha, e do Teleagendamento, Cintia Daniela Alves Fogaça, ao Andrei Thurm da Divisão de Tecnologia da Informação e os demais envolvidos na inovação.

Um legado desses vale mais do que qualquer ponte.

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade