política

Chamou de ladrão, o Miki processa; O corrupto da mesa do lado

Miki Breier é prefeito de Cachoeirinha em segundo mandato

Só a ameaça do prefeito de Cachoeirinha de processar quem comete fake news contra ele no Grande Tribunal das Redes Sociais já demonstra estar funcionando.

“Demorou, mas Miki Breier vai lavar sua honra naquilo que dói na ‘República da Chinelagem’: o bolso”, escrevi em 18 de agosto em Miki vai processar quem o chamou de ’chefe de facção’.

Foi após o prefeito gravar vídeo informando que processaria um ex-vereador e garotos de programas online por associarem-no a ‘Tiago Pequeno’, preso sob acusação de ser líder da facção criminosa Bala na Cara – e que é irmão do vereador governista Juca Soares, também alvo de operação policial, casos que tratei em artigos como Preso líder de facção suspeito de financiar campanha de vereador de Cachoeirinha e Por que vereador de Cachoeirinha foi preso na operação Cidade de Deus.

Ontem, Miki postou sobre indenização que ganhou por fake news e comentário de internauta insistiu em acusa-lo. Ao ameaçar com processo, houve o recuo.

Siga a troca de posts e, abaixo, concluo.

 

Pessoas públicas estão sujeitas a críticas mais do que os ‘comuns’. Não significa, porém, que não possam recorrer ao judiciário quando tem a honra atacada.

O Código Penal é o mesmo para o Miki, eu e você.

E há enquadramentos para o que hoje se chama fake news, que não é só uma “mentirinha que se conta para a namorada para a noite acabar bem”, como disse ontem o deprimente da república, sempre demonstrando seu apreço pelas mulheres.

Chamar Miki de incompetente é um direito de qualquer um. De ladrão, não. Ao menos sem apresentar provas.

Se os próprios políticos não reagirem – primeiro, claro, deixando de lado os malfeitos, mas também defendendo a necessidade da política para mudar a vida principalmente de quem mais precisa, ao invés de eles próprios caçarem cliques apontando a suposta corrupção dos outros – falsos messias ‘contra tudo que está aí’ continuarão seduzindo o povo a cada eleição.

Ao fim, a cada dia em que testemunhamos moralistas desmascarados em pequenas, médias e grandes corrupções, mais se confirma aquela millôriana de que o corrupto sempre está na mesa ao lado.

 

LEIA TAMBÉM

Miki fala sobre tudo: fomos à casa do prefeito de Cachoeirinha; Assista

O prefeito Miki também pode transar; Os talibãs do Grande Tribunal das Redes Sociais de Cachoeirinha

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade