política

Casa onde morava Nadir vai ser vendida para pagar dívida de viagens de vereadores; A conta do ’CâmaraTur Gravataí’

Leandro com o pai, Nadir Rocha, falecido em maio de 2021

A família de Nadir Rocha, falecido em maio deste ano, está assinando contrato de venda da casa onde o ex-vereador morava para pagar a dívida de R$ 150 mil que ficou como ‘espólio político’ por viagens de parlamentares sem prestação de contas adequadas – polêmica que revelei em Viagens de ex-vereadores de Gravataí deixam R$ 150 mil para família do falecido Nadir pagar; A conta do ’CâmaraTur’.

Conforme o filho, uma ação de ressarcimento será movida para que vereadores envolvidos no que batizei ‘CâmaraTur Gravataí’ paguem suas partes na dívida que a família vai quitar após ser executada judicialmente pelo município.

– Para não perder o imóvel entregamos por R$ 150 mil uma casa avaliada em R$ 350 mil. Com certeza vamos botar no pau os demais responsáveis. Perdemos muito dinheiro – confirma Leandro Prasdio Rocha.

A dívida é executada não sobre bens dos familiares, mas sobre o patrimônio que Nadir deixou.

Dos Grandes Lances dos Piores Momentos é que a devolução de dinheiro das viagens é referente a 2011, quando Nadir presidiu a Câmara, não de 2016, quando o escândalo das viagens chegou ao Fantástico, pelo gasto de R$ 1 milhão ser maior que o legislativo da megalópole São Paulo, como tratei em artigos como Câmara gastou R$ 1 milhão com viagens e Bancada das diárias perdeu mais de 8 mil votos.

O Seguinte: teve acesso ao processo e ao relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e lista entre beneficiados com passagens e diárias cuja comprovação foi considerada irregular os ex-vereadores Carlos Medeiros, Márcio Souza, Ricardo Canabarro, Tânia Ferreira e Vail Correa, os já falecidos Acimar da Silva, Bernardo Nunes, Luis Carlos ‘Cau’ Dias e Roberto Andrade, além da servidora Maria Helena Petry Lima.

Nadir também aparece entre viajantes, mas com um gasto de R$ 735,85 em uma ordem de devolução de, à época, R$ 47.252,69.

O relatório completo, que você acessa clicando aqui, apontava irregularidades de meio milhão, incluindo diferenças salariais para servidores, depois anuladas. Restaram os quase R$ 50 mil, que corrigidos chegaram aos R$ 150.448,16, já inscritos como dívida ativa na Secretaria da Fazenda.

Ao fim, como observei no artigo anterior, é o risco que correm os políticos que assumem o comando dos poderes executivo ou legislativo.

Nadir, por ter sido o presidente da Câmara na época, responde solidariamente por uma conta que, diretamente, colaborou com zero após a vírgula.

E, em relação à ação que o filho quer mover, dos 9 ex-vereadores que viajaram, 4 já são falecidos.

É loteria de toga.

 

LEIA TAMBÉM

Adeus ao ‘político do povão’: Nadir Rocha recebe as últimas homenagens

Morre vereador mais antigo de Gravataí: O que posso contar sobre Nadir Rocha

Nadir Rocha, o homem que parou um canhão; Uma memória após o falecimento do ’vereador do povão’

 

Assista na SEGUINTETV as últimas homenagens a Nadir

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade