opinião

Anabel liga adversários a ’pacote de maldades’ de Leite; a aposta no servidor

Anabel Lorenzi é candidata a prefeita de Gravataí pelo PDT

Na campanha pós #tbt e pré o hômi na kombi, o bolso e mente do servidor público parece ser a grande aposta do PDT para bombar a candidatura de Anabel Lorenzi, Rosane e Daniel ‘Grande Eleitor’ Bordignon.

A prefeiturável, em postagem em seu perfil no Facebook, linka o que chama de ‘pacote de maldades’ do governador Eduardo Leite (PSDB) para o funcionalismo estadual com projetos do governo Marco Alba (MDB) que retiraram, conforme o lado da ferradura ideológica, para uns vantagens, psara outros privilégios do funcionalismo de Gravataí.

– Diferentemente de partidos que aqui se colocam como oposição, mas no governo estadual massacram os servidores públicos, o PDT defende aqui e lá a valorização daqueles que servem à população como princípio fundamental na implementação de políticas públicas de qualidade – argumenta a professora no post que você lê clicando aqui, e onde, além de ilustrar com o painel de votações da Assembleia Legislativa, cita, além do partido do governador, o MDB e o PSD, que serão os principais adversários na eleição da aldeia em 2020, com Dr. Levi, Jones Martins ou Luiz Zaffalon, e Dimas Costa, respectivamente.

Na campanha de WhatsApp, apoiadores de Anabel e Dimas já trabalham na desconstrução de uma e outra candidatura como a verdadeira representante do funcionalismo.

Já recebi foto de Anabel com José Ivo Sartori (MDB), no CTG Aldeia dos Anjos, quando seu partido da época, o PSB, era aliado do MDB na campanha pela reeleição do governador.

E também já recebi foto de Dimas com Eduardo Leite, no segundo turno da mesma campanha.

Um teste para os dois será a votação da reforma da previdência municipal, caso Marco Alba apresente o projeto que tende a aumentar alíquotas previdenciárias para os servidores ativos e inativos. O PDT vai votar contra. O PSD também. O dano político em Dimas pode ser o voto de seu vice, Evandro Soares, cujo DEM de Onyx Lorenzoni aprovou a reforma da previdência nacional.

Ao fim, que ao menos apresentem na campanha alternativas factíveis para o funcionalismo e debatam a ‘pauta-bomba’ com clareza, como apelei em artigos como Infelizmente, reforma da previdência de Gravataí não será mamadeira de piroca na eleição 2020, Consultoria apontará se servidor de Gravataí vai pagar mais Previdência; a ’pauta-bomba’ de 2020Previdência custará 30 Pontes do Parque até 2022; Marco Alba fará reforma?.

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade