opinião

Anabel critica obra que seus vereadores aprovaram; ou ’aliviando Bolsonaro’

Post de Anabel com críticas ao governo foi feito na tarde desta segunda

Anabel Lorenzi, candidata a prefeita pelo PDT de Rosane e Daniel Bordignon, erra bem mais do que acerta em postagem onde critica a municipalização da RS-020 pelo prefeito Marco Alba (MDB) e você lê clicando aqui.

Na lista de problemas que cita, a 'denúncia' mais incontestável é a falta de médicos nos postos de saúde, o que já tratei em artigos como Ministério da Saúde tira 39 médicos e recursos de Gravataí; ’arminha’ contra o SUS. É uma realidade admitida pelo próprio prefeito na entrevista de fim de ano Marco Alba está feliz; siga em vídeo e entrevista.

Mas Anabel erra – ou omite – aquele que deveria ser o alvo principal: Jair Bolsonaro (talvez por ser candidata a prefeita na Gravataí cujos eleitorado deu sete a cada dez votos para o ‘mito’).

O que Marco Alba pode ser é um ‘culpado culposo’, já que apoiou Bolsonaro no segundo turno de 2018, e a falta de médicos em Gravataí advém do corte de 39 para 4 nos profissionais que atuavam pelo Mais Médicos, aquele dos ‘escravos’ cubanos.

A crise também é conseqüência da falta de interesse dos profissionais em trabalhar nas periferias por R$ 13 mil ao mês – o que, como também já tratei em artigos como Ainda 'Menos Médicos' e Médicos não querem trabalhar na periferia de Gravataí, pode ser comprovado pela falta de inscritos nos repetidos concursos abertos pela Prefeitura e também pelas desistências de aprovados, ou mesmo de médicos já designados para postos de saúde em bairros pobres.

Para completar o momento de caos, a justiça do trabalho está barrando contratações emergenciais de médicos, polêmica que tratei em artigos como A real sobre a falta de médicos em Gravataí; em 15 dias, o caosCaos na saúde tem data: 1º de agosto; nas mãos da justiça,  Justiça e MP emitem nota sobre falta de médicos em GravataíCitando Game of Thrones, juíza contesta tese da Prefeitura sobre falta de médicos em Gravataí e Quatro problemas de Gravataí além das manchetes; o porquê e o como..

É claro que o prefeito tem sua responsabilidade, mas cabe informar corretamente a população. O que Anabel também não faz em relação às vacinas que cita no post em que ‘alivia’ para Jair Bolsonaro – a segunda postagem do mês, sobre o tema ‘vacinas’.

O Seguinte: buscou informações e o secretário da Saúde de Gravataí nega falta de vacinas nos postos municipais. O estoque está completo, conforme Jean Torman.

– Anabel, com toda sua história na política, deveria saber que a política de imunização é de responsabilidade do governo federal, há uma crise nacional de falta de doses e uma discussão sobre patentes de vacinas. É leviano da parte dela tratar o tema assim. Se Anabel é candidata a presidente da República, até pode mudar isso. Como candidata a prefeita, não – argumenta o secretário da Saúde.

Ao fim, também se inscrevem nos Grandes Lances dos Piores Momentos dois erros políticos no post de Anabel. Primeiro, os dois projetos de municipalização da RS-020 foram aprovados por unanimidade dos vereadores, inclusive Rosane Bordignon, de seu PDT, e dois do seu time, que em março se filiarão ao partido: Dilamar Soares e Wagner Padilha. Segundo, porque, mesmo 'esquecendo' Bolsonaro e indo para trás do muro, pegou mal com moradores da região das Moradas do Vale a crítica da candidata a obras no bairro onde mora.

Aí quando escrevo que a oposição em Gravataí atua no 'modo Napoleão de hospício', acham que é pegação de pé.

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade