cultura

Coletânea Arte Suburbana promove o hip hop da periferia de Cachoeirinha

O Hip Hop da periferia de Cachoeirinha será destaque no projeto Coletânea Musical Arte Suburbana. Seis artistas cachoeirinhenses selecionados pelo projeto Arte Suburbana vão ganhar a produção e a gravação de duas faixas musicais, um videoclipe e um book fotográfico. Um sétimo participante foi selecionado pelo público através de um concurso. É a quarta matéria da série sobre o Fundo da Cultura de Cachoeirinha (Fucca)

– A ideia é que até setembro a gente já tenha as músicas produzidas e que em dezembro seja o lançamento – explica a proponente Jordana Farias, que é professora de música, cantora, apresentadora e produtora cultural. 

Conforme a artista, o projeto Arte Suburbana foi criado para promover eventos musicais acessíveis para todos os públicos em ambientes abertos.

– Com a chegada da pandemia, o projeto se voltou a produções virtuais, como sarais online e lives no Youtube – conta.

São quatro programas semanais, sobre cultura pop, afroempreendedorismo, artistas e suas produções, cultura hip hop, com foco na periferia.

– O Arte Suburbana foi criado por mim em parceria com o Jus Fidelis, que é outro artista daqui da cidade. Eu trabalho na área do Hip Hop e da cultura negra há muitos anos e sempre senti falta de uma valorização desta cultura em Cachoeirinha. Então o Arte Suburbana foi idealizado para fomentar a cultura preta na cidade – explica.

Os sete artistas selecionados são: Dana Farias, Jus Fidelis, Gamaliel, Sabrina Brum, Dimel Bang e Guerreiro Poeta, além do vencedor do concurso Carlos, do bairro Fátima.

A divulgação dos trabalhos pode ser conferida em: https://www.instagram.com/arte.suburbana/

O Fundo da Cultura de Cachoeirinha (Fucca) é uma iniciativa do município de Cachoeirinha, através da Secretaria de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo, de fomentar setores da cultura da cidade por meio do financiamento de projetos selecionados via edital.

Este ano, são dez projetos, que receberão o valor de R$ 10 mil cada um, para executar sua ação cultural no município até o prazo de 31 de dezembro.

Para o prefeito Miki Breier, o FUCCA é uma importante forma de incentivar a cultura.

– E estamos sempre buscando mecanismos para impulsionar o setor está entre os mais atingido pela pandemia – disse. 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Emocore Rave

Expansionismo genético Votem no clichê sagrado Em edição americana Sempre haverá uma Salém Ossos no fundo do poço Carne new wave Emocore rave Para o mal Para o bem.

Leia mais »