tecnologia

A realidade do metaverso chega à Prefeitura de Gravataí

Conselho Municipal de Ciência, Inovação e Tecnologia reúne-se para tratar sobre a tecnologia

Proporcionando maior imersão nas atividades cotidianas, o metaverso também passou a ser utilizado nas reuniões do Conselho Municipal de Ciência, Inovação e Tecnologia (Comcet), presidido pela titular da Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia (SMICT), Selma Fraga.

No encontro de segunda-feira, os participantes reuniram-se em uma plataforma digital (projeto Torus) desenvolvida pela Startup Macaw Business. Durante a atividade, foram debatidas as vantagens proporcionadas pelo metaverso, bem como a forma que ele pode ser utilizado no dia a dia da sociedade. 

Ao todo, o Comcet é composto por 34 pessoas, entre titulares e suplentes, que representam diversos segmentos da sociedade, como o Prefeitura, o setor econômico e as instituições de ensino, ciência e tecnologia com sede em Gravataí, sendo fundamental para discutir a implementação das novas tecnologias no âmbito municipal. 

Esta não é a primeira vez que o metaverso é utilizado nas reuniões da Prefeitura de Gravataí. Na última semana, em busca de obter mais conhecimento neste conceito, o prefeito Luiz Zaffalon e o vice-prefeito Dr. Levi Melo participaram de um encontro introdutório sobre o assunto. 

Na ocasião, a titular da SMICT, Selma Fraga, definiu o conceito como um ambiente virtual imersivo, coletivo e hiper-realista, onde as pessoas poderão conviver usando avatares customizados em 3D.

– Em outras palavras, uma evolução da nossa internet atual – completou.

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade