Está decidido

CANOAS | Opinômetro: aulas serão adiadas em uma semana por conta da pandemia

Com a decisão do Opinômetro, alunos só voltam às escolas em março e terão recesso menor no inverno para garantir o período letivo completo. Foto: Agência Brasil

Prefeitura encerrou ao meio-dia desta quinta o Opiniômetro – ferramenta de consulta popular que ajuda na tomada de decisões do governo

 

O retorno às aulas presenciais em Canoas será adiado em 12 dias, decidiu o Opinômetro aberto pelo governo para ouvir a população sobre o assunto em razão do alto número de casos de Covid-19 durante todo o mês de janeiro. Com a decisão divulgada na tarde desta quinta-feira, 10, as escolas infantis voltam no dia 2 de março e as de Ensino Fundamental no dia 7.

Professores da Educação Infantil que já estão reunidos nesta quinta e sexta para jornadas pedagógicas entram em recesso novamente e só retornam no dia 2. No Ensino fundamental, as reuniões pedagógicas acontecem nos dias 3 e 4 de março.

 

LEIA TAMBÉM

CANOAS | ’BolsOnyx’ da Aldeia se despede do DEM: o endereço dos filhos do PFL agora é outro

CANOAS | O programa canoense que servirá de ’goiaba de amostra’ para presidenciável do Avante

 

Ao todo, foram computados 21.450 votos no Opinômetro de Volta às Aulas. O resultado: 53,5% dos votantes escolheram pelo início das aulas em 2 março na Educação Infantil (9.502 votos) e 53,1% optaram pelo início em 7 de março para o Ensino Fundamental (11.948 votos) – lembrando que todos que participaram da enquete pública puderam votar tanto para o ensino fundamental como para o infantil.

O instrumento foi lançado na terça pela a Administração Municipal com opção de início em 14 de fevereiro ou 2 de março para a Educação Infantil, e início em 23 de fevereiro ou 7 de março para o Ensino Fundamental.

De acordo com a Secretaria da Educação, não haverá prejuízo na carga horária do ano. O recesso de julho, quando as aulas são suspensas por duas semanas, será encurtado para sete dias. Escolas ainda poderão discutir diretamente com a Secretaria soluções que envolvam a recuperação da carga-horária aos sábados – mas ainda não está claro se vai ser permitido adotar essa solução para manter o recesso de inverno.

 

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade