Planejamento

CANOAS | O PPA dos 587 milhões de reais em investimentos e o DNA da participação; agora, tudo nas mãos da Câmara

Prefeito Jairo Jorge entregou PPA 2022-2025 ao presidente da Câmara, Márcio Freitas, esta semana. Foto: Alisson Moura/EComPMC

Plano Plurianual entregue à Câmara esta semana tem a participação de canoenses que atenderam ao chamado do Opiniômetro; Saúde e retomada no topo das prioridades

E não foi pouca gente: em 2013, por exemplo, quando eram permitidos os encontros presenciais, a discussão do Plano Plurianual, o PPA, reuniu aproximadamente 1,6 mil canoenses; desta vez, foram mais de 8,6 mil, tudo de forma virtual, através do Opiniômetro encerrado na sexta-feira da semana passada, dia 25. O PPA é, na verdade, uma peça de planejamento de médio prazo que orienta a aplicação dos recursos públicos e das prioridades da gestão para o período de quatro anos, ou seja, de 2022 a 2025.

 

LEIA TAMBÉM

CANOAS | COM VÍDEO | Coração da solidariedade na noite mais fria do ano 

CANOAS | Greve, subsídio, atraso e audiência: o que vem por aí no Novelão da Sogal

 

A participação das pessoas na construção do Plurianul, batizado pelo governo Jairo Jorge de PPA Democrático, valida o que as pessoas esperam que sejam os investimentos públicos para os próximos anos. Segundo o secretário de Planejamento de Canoas, Fábio Cannas, a Prefeitura espera arrecada algo em torno de R$ 8,4 bilhões no próximo quadriênio, com um investimento total que deve chegar a casa dos R$ 587 milhões. "Tivemos um crescimento de participação de 450% se compararmos com 2013, este ano através de ferramentas virtuais", contabiliza o secretário. "E as prioridades definidas são o Desenvolvimento Econômico e a Saúde".

Num período recente em que a pandemia tirou a vida de mais de 1,5 mil canoenses e o emprego de outros milhares, não chega a ser surpreendente a decisão. "É um grande desafio do governo encarar esse pós-pandemia e estamos encarando", lembra Cannas.

"Temos o Auxílio Emergencial Canoense, que pode ter uma segunda edição no segundo semestre, o governo discute isso. O Juro Zero é outro exemplo. E estamos encarando, também, a tarefa de zerar as filas na Saúde, especialmente exames e cirurgias, muitas delas represadas até por conta da pandemia que exigiu dedicação do sistema para tratar dos pacientes do coronavírus".

O projeto de lei do PPA já está nas mãos do presidente da Câmara, Márcio Freitas. O vereador anunciou que fará audiências públicas para discutir a peça com a população, mas o calendário dos eventos – que devem acontecer também de forma virtual – ainda não foram divulgados. “Estamos trabalhando juntos para o bem de Canoas, para o desenvolvimento social e econômico da cidade, sempre levando em consideração os anseios da população canoense”, comenta Márcio Freitas.

Ao todo, 8.515 canoenses votaram no Opiniômetro especial sobre o PPA. A maior votação foi do quadrante Nordeste, dos moradores Guajuviras, Estância Velha, Brigadeira, São José, Igara e Olaria, com 41% de participação.

 

Votação por programas

Salvar vidas: 33,2% (R$ 33,2 milhões)
Cuidar das pessoas: 25,9% (R$ 25,9 milhões)
Retomar o desenvolvimento: 17,9% (R$ 17,9 milhões)
Cuidar da cidade: 12,9% (R$ 12,9 milhões)
Qualificar a gestão: 10,9% (R$ 10,9 milhões)

 

Votação por área

Desenvolvimento econômico: 14,25% (R$ 14,25 milhões)
Saúde: 11,48% ( R$ 11,48 milhões)
Direitos humanos: 11,1% (R$ 11,1 milhões)
Direitos dos animais: 9,71% (R$ 9,71 milhões)
Segurança: 8,257% (R$ 8,25 milhões)
Melhorias nas estruturas administrativas: 7,44% (R$ 7,44 milhõe)
Educação: 7,38% (R% 7,38 milhões)
Limpeza Pública: 5,64% (R$ 5,64 milhões)
Assistência Social: 4% (R$ 4 milhões)
Enfrentamento à pandemia: 3,57% (R$ 3,57 milhões)
Qualificação do servidor público: 2,74% (2,74 milhões)
Praças e parques: 2,24% (R$ 2,24 milhões)
Trânsito e Mobilidade: 2,07% (R$ 2,07 milhões)
Desenvolvimento urbano: 1,72% (R$ 1,72 milhão)
Esporte e lazer: 1,66% (R$ 1,66 milhão)
Cultura: 1,25% (1,25 milhão)
Habitação: 1,09% (R$ 1,09 milhão)
Saneamento: 0,798% (R$ 798,5 mil)
Pavimentação das ruas: 0,763% (R$ 763 mil)
Inovação: 0,739% (R$ 739 mil)
Transporte coletivo: 0,546% (R$ 516 mil)
Desburocratização: 0,481% (R$ 481 mil)
Iluminação: 0,317% (R$ 317 mil)
Atendimento online ao cidadão: 0,317% (R$ 317 mil)
Meio Ambiente: 0,246% (R$ 246 mil)
Turismo: 0,117% (R$ 117 mil)

 

Votos por região

Nordeste: 41%
Noroeste: 27%
Sudoeste: 14%
Sudeste: 12%
Centro: 6%

 

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade