Caso Aeromóvel

CANOAS | Justiça reverte decisão e desbloqueia bens de JJ, ex-servidores da empresa Aeromóvel

Bloqueio de bens do prefeito Jairo Jorge e mais quatro ex-servidores e da empresa Aeromóvel havia acontecido no final de setembro. Foto: Arquivo

Liminar que no final de setembro indisponibilizou bens do prefeito, ex-servidores e da empresa Aeromóvel foi revertida pelo Tribunal de Justiça, ontem

O desembargador Francesco Conti, da 4ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça (TJ), acatou nesta quinta-feira, 4, o pedido de suspensão do bloqueio de bens do prefeito Jairo Jorge, quatro ex-servidores da prefeitura e da empresa Aeromóvel. O bloqueio foi pedido no final de setembro em uma ação do Ministério Público que apura a dispensa de licitação na contratação da empresa Aeromóvel para implantação do sistema na cidade.

 

LEIA TAMBÉM

CANOAS | O sonho de Oskar Coester que vira tema de casa para líder mundiais na COP26

CANOAS | ITBI com a conta na ponta do lápis: Jonas quer cálculo pelo valor do negócio ou justificativa da prefeitura

 

No pedido de suspensão do bloqueio, a defesa da Aeromóvel alega que a dispensa foi considera regular em processo análogo na Transurb, que adotou o aeromóvel como meio de transporte ligando a estação de trem ao aeroporto, em Porto Alegre – processo esse auditado pelo Tribunal de Contas da União em 2012 e que "descontinuidade da
execução do objeto contratual firmado com o Município de Canoas pelo Prefeito Luiz Carlos Busato, além de causar notório prejuízo ao Município, à população e à Agravante, foi pura disputa política para com o Prefeito Jairo Jorge da Silva".

Na decisão, o desembargador entendeu que o pedido de bloqueio de bens não demonstrou risco de dano irreparável ao erário público e estendeu a decisão de suspensão de bloqueio a todos os envolvidos no processo.

Em um pequeno comunicado, Jairo Jorge disse que recebe a decisão da Justiça com serenidade. "Sempre manifestei minha crença no Poder Judiciário e nas instituições, independentemente do resultado", disse o prefeito.

 

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade