Sem festa em 2022

CANOAS | Efeito Ômicron: 2022 não vai ter Carnaval de rua em Canoas

Reunião do Conselho da Cidade decidiu pelo cancelamento do Carnaval 2022 em Canoas. Foto: Alisson Moura/EComPMC

Conselho da Cidade decidiu por unaminidade cancelar a festa popular por mais um ano

E a nova variante do coronavírus, a Ômicron, atravessou o samba do carnaval de rua de Canoas. Em reunião do Conselho da Cidade na quarta-feira, 1º, entidades que representam o colegiado decidiram por unanimidade cancelar a festa popular. No centro do debate, o alto risco de contágio pela nova variante e as incertezas que ainda a rondam sobre casos com maior gravidade/necessidade de internações.

 

LEIA TAMBÉM

CANOAS | Dia D da terceira dose é hoje: ’xô, Ômicron’ em todos os postos de saúde

CANOAS | Não é 12, é 21: segunda parcela do décimo dos servidores é presentão à economia

 

“Temos muito receio do que pode acontecer. Esta variante ainda é pouco conhecida da ciência e pode nos levar a perder toda mobilização de vacinação que desenvolvemos até o momento", lembrou o prefeito Jairo Jorge, logo após a decisão do Conselho.

O prefeito lembrou que a cidade vem se dedicando há 11 meses para vacinar a população. “Mesmo com todo o empenho, estamos tendo algumas dificuldades para vacinar todos os canoenses”, disse, reforçando que a população precisa manter em dia sua situação vacinal.

Feira do livro pode, Carnaval não?

A pergunta, é claro, surge. Semana Farroupilha e Feira do Livro ocorreram de forma híbrida – por que o Carnaval não pode?

Na verdade, são eventos essencialmente diferente, reputo. A Semana Farroupilha deste ano teve shows com espaços reservados, controle de vacinação e distanciamento. A Feira, ao livre, teve um número reduzido de bancas e maior distanciamento entre elas – tudo para evitar aglomerações exageradas.

Em um evento como Carnaval, isso não seria possível.

"Não temos como colocar as pessoas em um cercadinho e todo mundo ficar sem brincar no Carnaval. Então, é mais seguro cancelarmos em 2022 e, em 2023, fazermos um Carnaval bem bonito, com bastante alegria, incentivando blocos e escolas", completou o prefeito.

Reunião com os carnavalescos

Segundo a Prefeitura, a decisão foi comunicada ao presidente da Associação de Carnaval das Escolas de Samba de Canoas, Noé Oliveira da Silva, ainda na quarta-feira, pelo secretário municipal de Cultura, Pinheiro Neto. Uma reunião entre integrantes da secretaria, associação e carnavalescos ainda será marcada. "Valorizamos muito o trabalho das escolas de samba de Canoas, mas o momento é de cautela", avaliou Pinheiro Neto.

“É importante sentarmos todos juntos e pontuar que o cancelamento não é uma decisão da Cultura ou da Associação. A situação atual da pandemia é que leva a tomarmos essa atitude. O principal é a saúde das pessoas”, antecipou Noé Silva.

 

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade